Rebeldes entraram na capital Trípoli (Líbia) pela 1° vez desde o início dos confrontos, há 6 meses. Acomemoração se espalhou pelas ruas.

Combates na Líbia se concentram ao redor do quartel de Muammar Kadhafi, os rebeldes entraram na capital Trípoli pela 1° vez desde o início dos confrontos, há 6 meses, a comemoração se espalhou pelas ruas.  Os rebeldes chegaram às portas do quartel dele e há confrontos por  toda a região.  Os combates não param. Duraram a noite toda e a manhã desta segunda-feira (22). O avanço dos rebeldes começou na noite de sábado e foi mais rápido do que o esperado. No domingo, já controlavam boa parte da capital. Uma das principais bases militares do país, símbolo do governo de Muammar Kadhafi, foi bombardeada pelos aviões da Otan, a aliança militar do Ocidente. Há informações de que 1,7 mil pessoas teriam morrido em combates e mais de cinco mil estão feridos. A Otan confirmou que o regime está desmoronando. Os rebeldes assumiram a rádio estatal, o aeroporto internacional e as estradas ao redor de Trípoli.

Segundo as agências, grande parte da guarda de Muammar Kadhafi se entregou sem muita resistência. Há muita euforia nas ruas de Trípoli, mas a batalha final não aconteceu ainda. Mesmo sem o fim dos combates, milhares de pessoas saíram às ruas de várias cidades para celebrar a iminente vitória. A principal praça de Trípoli virou lugar de festa, com cantos e centenas de bandeiras usadas na Líbia antes da chegada de Muammar Kadhafi ao poder, 42 anos atrás. As imagens são impressionantes, com tiros para o ar. Para muitos, a impressão é de que a guerra praticamente já terminou. Apesar das reações, as forças de Kadhafi ainda controlariam cerca de 15% da capital. Três dos seis filhos de Kadhafi são presos A informação de que três filhos de Muammar Kadhafi foram presos. O segundo filho de Kadhafi, Saif al-Islam, foi preso. De acordo com o porta-voz do Tribunal Penal Internacional, Saif será julgado por crimes de guerra. Mohamed, o filho mais velho do ditador, confirmou que está em prisão domiciliar. Durante todo o domingo, Muammar Kadhafi gravou mensagens de áudio conclamando a população a resistir aos avanços da oposição. Ninguém sabe exatamente o paradeiro dele. Ele pode estar escondido em Trípoli, mas segundo informações da rede de notícias americana CNN, ele poderia ter saído para algum país vizinho da região, como Chade ou Argélia. Mas a queda do ditador e a vitória dos opositores parecem mesmo inevitáveis.

VISITE SEMPRE: http://fabriciolirio.com.br/

Fonte: Bom Dia Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *