.

O traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem, chefe do tráfico de drogas na Rocinha, foi preso no fim da noite de quarta-feira por policiais do Batalhão de Choque da PM, na Lagoa, em frente à sede do Clube Piraquê. Segundo a polícia, ele foi encontrado no porta-malas de um Corolla preto, onde viajavam mais três homens, que também foram presos – um deles se apresentou como funcionário do consulado da República do Congo, o segundo se disse cônsul honorário desse país e o terceiro era advogado.

O carro foi abordado inicialmente na saída da Rocinha por policiais do Batalhão de Choque, mas o suposto funcionário do consulado, alegando imunidade diplomática, se recusou a passar pela revista e a abrir o porta-malas. Ele afirmou que só abriria o veículo numa delegacia, e os PMs seguiram então o carro em direção a uma unidade policial.  Um dos policiais militares envolvidos na ação que resultou na prisão do traficante, disse que os homens que ajudavam na fuga do criminoso chegaram a oferecer R$ 1 milhão de suborno para que eles fossem liberados. Nem foi preso na madrugada de quinta-feira .
“Primeiro eles ofereceram R$ 20 mil, depois R$ 1 milhão para liberarmos eles”, contou o soldado Heitor, um dos agentes do Batalhão de Choque que abordou o veículo em usado para a fuga do traficante. “Nem” foi encontrado no porta-malas do carro de luxo e preso com apoio da Polícia Federal.R$ 30 mil aos policiais para que fossem liberados. Nesse momento, o Corolla foi revistado e Nem, encontrado.

O traficante foi levado para a sede da Polícia Federal, na Praça Mauá. O comandante-geral da PM, coronel Erir Ribeiro da Costa Filho, foi ao local e disse que os traficantes da Rocinha, onde em breve será implantada uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), estão se sentindo acuados: – Eles estão tentando fugir da favela. Continuaremos revistando todos no entorno da comunidade. Em volta da sede da PF, os PMs comemoravam a prisão. Fonte: Folha da Manhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *