Nº de brasileiros estudando nos EUA cresce 78% em um ano, diz ONG

O número de universitários brasileiros estudando nos Estados Unidos cresceu 78% entre 2013 e 2014, fazendo com que o Brasil pulasse da 10ª para a 6ª posição no ranking de países que mais enviam intercambistas para os EUA. Segundo o relatório anual Open Doors, do Instituto de Educação Internacional (IIE, na sigla em inglês), divulgado nesta segunda-feira (16), entre os 25 países no topo desta lista, nenhum cresceu a uma velocidade tão alta quanto o Brasil.

Segundo o instituto, no ano letivo de 2014-2015 os Estados Unidos registraram 23.675 brasileiros matriculados no ensino superior americano. No ano letivo anterior, o número era de 13.286. Os brasileiros atualmente representam 2,4% do total de estudantes estrangeiros nos EUA.

O IIE creditou esse aumento, mais uma vez, ao programa Ciência sem Fronteiras (CSF), criado pelo governo federal em 2011. Mas também lembrou o “interesse crescente” dos estudantes brasileiros em se matricular em instituições americandas.

O relatório faz parte de um censo anual que o IIE conduz desde 1919, e desde 1972 a pesquisa é feita em parceria com o setor de Educação e Assuntos Culturais do Departamento de Estado americano.

6ª posição no ranking
Atualmente, o Brasil ultrapassou o México, o Vietnã, o Japão e Taiwan, e está atrás apenas de cinco países em quantidade de intercambistas: China, Índia, Coreia do Sul, Arábia Saudita e Canadá

“O Brasil subiu para o número seis entre os países de origem [dos estudantes] (comparado ao número 10 no ano anterior), refletindo o terceiro ano letivo completo de estudantes de graduação vindo aos Estados Unidos com bolsa de estudos do programa de mobilidade científica do governo brasileiro, além de um interesse crescente de estudar nos EUA entre os alunos brasileiros”, afirmou a entidade, em um comunicado.

A procura por universidades e faculdades americanas como destino de graduação de brasileiros não caiu por causa da alta do dólar neste ano. Em setembro, o Consulado dos Estados Unidos em São Paulo registrou umaparticipação recorde de 86 instituições americanas participando da edição de São Paulo da EducationUSA, a maior feira de intercâmbio do governo americano.

À época, o cônsul-geral, Ricardo Zuniga, afirmou que “o Brasil é muito importante e está se tornando mais importante para as instituições de ensino superior americanas”.

Americanos no Brasil
O número de estudantes dos Estados Unidos matriculados em instituições brasileiras, porém, não seguiu o mesmo ritmo de crescimento. Entre os anos letivos de 2012-2013 e de 2013-2014 (o IIE sempre publica as estatísticas sobre os americanos com um ano de atraso), a quantidade de matrículas de alunos americanos no Brasil ficou estagnada (foi de 4.223 para 4.226).

O Brasil representa o 15º país na opção de destino dos intercambistas americanos (no ano passado, ele ocupava a 14ª colocação). No mesmo período, a África do Sul, a Argentina e a China registraram queda na entrada de estudantes americanos, de 6,9%, 5,5% e 4,5%, respectivamente.

Quase um milhão de estrangeiros
No período de um ano, o IIE registrou um aumento de 88 mil estudantes estrangeiros nos Estados Unidos, e o número total chegou a 974.926 intercambistas. Isso representa um avanço de 10%, e o número de estrangeiros já responde por 4,8% do total de 20,3 milhões de universitários nos EUA – essa é a porcentagem mais alta em pelo menos 11 anos, de acordo com os dados.

Califórnia continua, de longe, o estado com mais intercambistas: eles eram 135.130 em 2014-2015, um aumento de 11,1% em relação ao ano anterior. O segundo estado é Nova York, com 106.758 estudantes de fora dos EUA. O Texas veio em terceiro lugar, com 75.888 intercambistas.

 

Fonte: G1.com

Quase 9 mil vagas estão abertas em concurso pelo país somente nesta semana

Com oportunidades em várias regiões e em funções diversificadas, 8.958 mil vagas estão com inscrições abertas em concursos públicos somente nesta semana. Além destas, outras 40 mil chances aguardam os pedidos de inscrição para as próximas semanas. Não perca o prazo! Fique atento às principais seletivas escolhidas pelo Banco de Concursos para esta semana.

– Siga o Banco de Concursos no Twitter e no Facebook.

A segunda-feira, dia 5, começa com uma grande oportunidades para os interessados no serviço público em Cuiabá (MT). É que a Secretaria de Educação da cidade separou 3.394 vagas para cargos de nível médio e superior com remuneração que chega a R$ 2.709. Uma oportunidade e tanto!

Aos que possuem nível superior, a chance pode estar no concurso do Tribunal de Contas do Rio Grande do Norte. São duas vagas para Auditor com salário de R$ 28,9 mil. Mas atenção, o prazo de inscrição encerra na próxima quarta-feira, dia 7.

A semana também reúne uma série de concursos em prefeituras de várias cidades. As ofertas de vagas são generosas, como é o caso da prefeitura de Arraial do Cabo (RJ) com 1.280 oportunidades. Também no Rio, a prefeitura de Nova Friburgo seleciona 868 candidatos de nível fundamental, médio e superior. Já as prefeituras goianas de Inhumas e Caldas Novas, juntas, somam 718 vagas com remuneração de até R$ 3,6 mil.

 

Fonte: R7.com

Campos – minha cidade, meu amor e a educação um horror!

12088407_718655828267703_2800959187147578080_n

Este governo da covardia e da corrupção agora terá mais um novo adjetivo: sem vergonha! Como pode após 7 anos na administração de 2 ex-governadores e muitos outros capachos, a nossa cidade ainda continuar com baixo índice de formação das nossas crianças. A qualidade dos serviços para formação tem sido tão prejudicada que a todo instante nos trás vergonha ao ver o IOEB que só figura nas últimas colocações. Tentam jogar a culpa nos profissionais, mas a verdade mesmo é que este Des-governo Rosa só pensa em “se dar bem”… não tem nenhum compromisso com a população e buscam a todo momento e de todas as formas deixar a população alienada, mas se Deus permitir, um dia nosso povo se liberta deste mal instalado em nossa cidade!

Campos dos Goytacazes em 88ª posição do IOEB.

Cursos profissionalizantes com bolsas de até 50% no Cietec

O CIETEC, Centro Integrado de Educação Técnica de Campos, está com vagas para diversos cursos técnicos profissionalizantes com bolsas de até 50% desconto. As vagas disponíveis são para eletricista de força e controle, solda(eletrodo e tig),refrigeração, manutenção de geradores e transformadores, inglês técnico (conversação), instrumentação, bombeiro civil e treinamentos em nr10, nr 33, nr 35, primeiros socorros. Os interessados devem ter ensino fundamental completo e no mínimo 14 anos.

Os interessados podem se inscrever esta semana na sede do CIETEC, na Rua Raul Abbott Escobar( prolongamento da Formosa), nº 41, no Parque Califórnia, pelo site www.cietecrj.com ou pelo telefone 2723-5286.

A diretora geral do Cietec, Andressa Amaral, destaca que há 12 anos a unidade de ensino vem formando profissionais para o mercado de trabalho. “Nesta trajetória são em média 800 alunos ao ano que saem aptos a atenderem as necessidades mercadológicas”, destaca a diretora, que ainda ressaltou.

“Este ano tivemos a honra de ter nosso aluno do 1º ano aprovado em 1º lugar para o IFF em MECÂNICA. Contudo, o mesmo disse: “Passar em 1º lugar para o IFF, foi uma conquista, mas permanecer no CIETEC, no 2º ano é uma escolha”.

Vários cursos

Atualmente, o Ciet possui na área técnica os cursos técnicos em mecânica, mecatrônica, eletrotécnica e automação, todos devidamente autorizados pelo Conselho Estadual de Educação e credenciados ao CREA-RJ. Para esta categoria de cursos, nossa escola possui três modalidades distintas, sendo a primeira pautada no sistema integrado de ensino, em cujo perfil destina-se ao aluno menor, que terminou o nono ano e ingressa em neste sistema para concluir o Ensino Médio e ser Técnico em apenas três anos, o que lhe garante as duas certificações.

A outra, destina-se ao aluno maior que por alguma razão ainda não concluiu seus estudos e objetiva ter um curso técnico. Para esse público o CIETEC possui o SISTEMA EJA+TÉCNICO, onde o aluno pode concluir seu ensino médio e ser técnico em apenas 18 meses – desde que o aluno seja maior de 18 anos. Ou seja, o aluno não precisa terminar o ensino médio para então ingressar na formação técnica, podendo fazer as duas coisas ao mesmo tempo. O CIETEC é a única escola particular da região que dispõe de tais autorizações, visto que somente o IFF e FAETEC possuem tal sistema.

GEDSC DIGITAL CAMERAAlém disso, também atuamos na formação técnica básica, direcionada a alunos que já estão no terceiro ano do ensino médio ou que já concluíram seus estudos.

Atualmente, o CIETEC está com vagas abertas para cursos técnicos em eletrotécnica e mecânica, nas modalidades acima descritas.

Outro diferencial do CIETEC na área técnica é que somos a única escola técnica da região em cujos alunos já saem com estágio garantido, pois temos um CENTRO DE PRÁTICA PROFISSIONAL onde nossos alunos já saem prontos para o mercado não precisando procurar estágio fora.

Cursos para idosos: inscrição prorrogada até 6ª

A Secretaria Municipal dos Direitos do Idoso prorrogou até esta sexta-feira (06) as inscrições para os cursos gratuitos de violão, pintura em tecido, crochê, vagonite, cartonagem, reciclagem, arte em feltro, apliqué e coral. “Devido à grande procura, prorrogamos as inscrições e ampliamos o número de vagas de 200 para 340”, informa o secretário Gilson Gomes.

As inscrições estão sendo feitas, das 8h às 17h, na própria secretaria, que fica na Rua dos Goitacazes, 605, próximo à Avenida 28 de Março. Os candidatos devem ter idade a partir de 60 anos. Para se inscrever basta apresentar a carteira de identidade.

Todas as 40 vagas para o curso de inclusão digital, o mais procurado, foram preenchidas Para os outros cursos, ainda há vagas. O início das aulas está previsto para a próxima segunda-feira (9), nos turnos da manhã e da tarde.

Oportunidade de estágio para estudantes de Direito

Os estudantes de Direito que já estejam cursando o sexto período têm a oportunidade de participar do terceiro Exame de Seleção de Candidatos ao Estágio de Prática Forense voltado à Fazenda Pública Municipal. As inscrições são gratuitas e serão realizadas no período de 1º a 10 de março, das 9 horas às 17 horas, no portal da Prefeitura de Macaé e na sede da Secretaria Municipal de Administração (Semad). O Exame de Seleção consistirá em única etapa, composta por uma prova com nove questões discursivas.

O objetivo é preencher as vagas que serão destinadas ao cadastro de reserva da Procuradoria Geral do Município. Os estudantes que estejam cursando o sexto período podem se inscrever, mas devem observar que, no ato da contratação, só estarão aptos os que comprovarem estar cursando do sétimo ao décimo períodos letivos.

— Na última chamada, em maio de 2014, todos os aprovados e aptos para o cargo foram chamados não restando cadastro reserva. Por isso, o município antecipou o processo de seleção para a área do Direito. A prova é aberta a todos os estudantes que se incluem nesta categoria prevista no edital, criando-se assim um cadastro de reserva para atuação junto à Procuradoria e secretarias que necessitem destes serviços — explica o secretário de Administração, Aderson Ferreira.

A prova discursiva tem o objetivo de avaliar o conhecimento dos estudantes e será permitida a consulta a toda e qualquer legislação sem comentários e/ou anotações. A publicação do resultado prévio será dia 24 de março e a vista de prova será no dia 25 de março. Os recursos podem ser impetrados nos dias 25 e 26 de março. A divulgação da decisão dos recursos será no dia 28 de março e a classificação final no dia 31 de março.

MEC reabre nesta segunda sistema de inscrições do Fies a novos alunos

O Ministério da Educação vai abrir nesta segunda-feira (23) o Sistema Informatizado do Fies (SisFies) para novos contratos para o primeiro semestre deste ano no site sisfiesportal.mec.gov.br. As inscrições poderão ser feitas até o dia 30 de abril. A portaria com as regras para a inscrição no Fies foi publicada na edição desta segunda-feira do “Diário Oficial”.
De acordo com a portaria, o governo vai usar indicadores de desempenho e de qualidade da instituição de ensino superior para liberar o financiamento.
Segundo o MEC, após a validação das informações durante a inscrição, o estudante deverá comparecer a um agente financeiro do Fies em até dez dias, contados a partir do terceiro dia útil à data da validação da inscrição.
Com a reabertura do sistema, as entidades ligadas às mantenedoras, Federação Nacional de Escolas Particulares (Fenep) e a Associação Brasileira de Mantenedoras do Ensino Superior (Abmes), estimam para este semestre entre 475 mil e 500 mil novos interessados no Fies.
Arte Fies (Foto: G1)
Novas regras
Fies paga de 50% a 100% da mensalidade de faculdades particulares, dependendo da renda da família. Os pedidos ao programa de financiamento podem ser feitos em qualquer época do ano. No ano passado, o governo gastou R$ 9 bilhões com o Fies. Segundo dados do Ministério da Educação, o número de novos contratos cresceu quase dez vezes em cinco anos: em 2010, foram fechados 76,2 mil contratos. Em 2014, esse número subiu para 731,3 mil.
O sistema do Fies estava fechado para novos contratos desde o final do ano passado, quando o MEC mudou as regras do financiamento, passando a exigir nota mínima de 450 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não ter zerado na redação. Professores da rede pública que lecionam na educação básica e estejam matriculados em cursos de licenciatura, normal, superior ou pedagogia ficam isentos da regra.
Desde o final de janeiro, o sistema está aberto para renovação de contratos. O Ministério da Educação decidiu reavaliar o índice de reajuste das mensalidades e anunciou que os contratos que estavam travados vão poder ser corrigidos em até 6,4%.
saiba mais
Ministério da Educação determina reajuste de 6,4% no Fies
Fies irá considerar qualidade e perfil do curso, diz ministro da Educação
Mantenedoras reclamam de nova regra para o ressarcimento do Fies
Qualidade
No último dia 11, o ministro da educação, Cid Gomes, disse que a autorização dos novos contratos levando em conta a qualidade e o perfil do curso é uma a medida irá coibir a adesão de faculdades de baixa qualidade no programa. “O governo vai colocar um balizador nisso que é qualidade”, disse o titular do MEC.
Cid, porém, garantiu que os alunos que atenderem aos critérios serão contemplados. “Os estudantes brasileiros que demandarem cursos com qualidade ou cursos que estejam no rol de cursos estratégicos para o Brasil (…) terão a nossa chancela”. Entre as áreas prioritárias, ele citou as licenciaturas em física, química e matemática.
O MEC só reabrirá as incrições do Fies no dia 23 de fevereiro. (Foto: Reprodução Fies)
Site do Fies (Foto: Reprodução Fies)
Reembolso
As mudanças a serem anunciadas virão na esteira de outras definidas em uma portaria do MEC em dezembro passado. A partir de agora, o governo reembolsará oito parcelas das mensalidades por ano para as instituições. Até então, as faculdades recebiam 12 parcelas anuais. As demais quatro mensalidades serão pagas somente após a formatura do estudante. A medida vale apenas para o ano de 2015, segundo a portaria.

Entretanto, a portaria não estabelece quando os valores serão reembolsados para as instituições nem se sofrerão correções monetárias.

A medida recebeu críticas das instituições de ensino. Em um seminário promovido pelo MEC nao dia 10, o presidente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), Gabriel Mario Rodrigues, fez duras críticas à mudança, que, segundo ele, vão prejudicar o funcionamento das faculdades particulares do país.
VEJA A CRONOLOGIA DO FIES
26 de dezembro de 2014 – MEC publica portaria mudando as regras do Fies, que passa a exigir nota mínima de 450 pontos no Enem e redação acima de nota zero, e estabelece repasse em oito parcelas por ano, a cada 45 dias, do valor da mensalidade para as instituições particulares. As demais parcelas serão pagas depois de o aluno se formar.
27 de dezembro de 2014 – O site do Fies é colocado em manutenção e não recebe mais novos contratos.
24 de janeiro de 2015 – Faculdades particulares entram na Justiça tentar anular as novas regras do Fies.
28 de janeiro de 2015 – Site do Fies é reaberto apenas para contratos em andamento. Estudantes reclamam que já têm de pagar mensalidades e não sabem se terão acesso ao benefício.
10 de fevereiro de 2015 – Mantenedoras dizem que Fies pode representar até 70% do orçamento de uma faculdade e reclamam da regra do repasse.
11 de fevereiro de 2015 – O ministro da Educação, Cid Gomes, diz que os novos contratos vão levar em conta a qualidade do curso ofertado.
12 de fevereiro de 2015 – MEC diz que faculdades que reajustaram mensalidades acima de 4,5% podem ficar de fora do Fies. Entidades protestam.
13 de fevereiro de 2015 – Ministério volta atrás e diz que valores das mensalidades poderão ser corrigidos em até 6,4%.
23 de fevereiro de 2015 – MEC anuncia a reabertura do sistema do Fies para novos contratos.

Oportunidade: judô, balé, capoeira, violão…

Estão abertas as inscrições para cursos preparatórios e oficinas da Superintendência de Igualdade Racial da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima. São vagas para as oficinas de judô, balé, violão, teatro e capoeira, bem como para os cursos Pré-Vest e Pré-IFF. O Pré-Vest tem preparado jovens do ensino médio para ingressarem nas universidades públicas e, inclusive contribuído decisivamente para que tenham bom êxito nos concursos públicos.

Os interessados podem fazer as inscrições em dois turnos: das 8h às 17h e das 17h às 21h, até a próxima sexta-feira (27). Os cursos de línguas devem ter duração de um ano e meio e vão ter turnos diversificados, para proporcionar a participação de pessoas que trabalham.

As vagas são destinadas a alunos a partir do 9º ano do Ensino Fundamental e à comunidade em geral. No caso das oficinas, crianças a
partir de 7 anos poderão participar. Os candidatos devem apresentar os seguintes documentos para a inscrição: comprovante de residência, certidão de nascimento e autorização dos pais, no caso de menores de idade; identidade e CPF; duas fotos 3×4 e declaração escolar.

De acordo com a presidente da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, Patrícia Cordeiro, as estatísticas de violência contra a população negra não param de crescer no Brasil.

“A prefeitura está empenhada em promover ações de assistência à população negra e de diminuição da vulnerabilidade, através de projetos sociais, oficinas e cursos preparatórios, o que se estende a toda a população”.

A sede da Superintendência fica localizada na Rua Comendador José Francisco Sanguedo, antiga Aquidaban, 129, esquina com a Rua Marechal Floriano, no Centro.

MEC admite atraso no Pronatec e libera R$ 119 mi para quitar dívida

Filipe Matoso
Do G1, em Brasília
FACEBOOK
O Ministério da Educação divulgou nota oficial nesta quinta-feira (19) na qual admitiu atrasos nos repasses da União para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e informou a liberação de R$ 119 milhões para regularizar o pagamento de professores que lecionam no por meio de escolas particulares. O valor corresponde aos pagamentos de outubro, novembro e dezembro do ano passado.
“O MEC informa que foram liberados R$ 119 milhões para regularizar o fluxo de pagamento referente às mensalidades de 2014 para instituições privadas. A liberação dos repasses este ano está dentro do previsto, lembrando que o pagamento de cada parcela pode ser feito em até 45 dias após o vencimento do mês de referência”, afirmou o ministério no comunicado.
Segundo reportagem publicada nesta quinta pelo jornal “Folha de S.Paulo”, desde outubro o governo federal havia deixado de pagar as aulas dadas em 500 escolas que participam do programa. Uma das principais bandeiras da presidente Dilma Rousseff na eleição do ano passado, o Pronatec é um programa voltado para a capacitação profissional técnica de jovens e adultos.
A assessoria do MEC ressaltou que o pagamento dos professores é feito por meio de repasse da União para o Fundo Nacional de Educação (FNDE). Posteriormente, os recursos são liberados para as instituições de ensino de acordo com o número de alunos matriculados. Cada escola fica responsável por fazer o pagamento aos professores que atuam na iniciativa federal. O ministério destacou que o pagamento de cada parcela pode ser feito em até 45 dias após o vencimento do mês de referência.
Criado em 2011, o programa já alcançou 8 milhões de matrículas. No ano passado, Dilma lançou a segunda etapa do Pronatec, com a meta de alcançar mais 12 milhões de matrículas.
Dilma defende na posse prioridade à educação e ajuste nas contas públicas
Dilma visita escolas do Pronatec para fazer imagens da propaganda eleitoral
CGU aponta falha no sistema de controle de gastos do Pronatec
Governo lança nesta quarta-feira segunda etapa do Pronatec
Na nota divulgada nesta quinta, o ministério destacou que as instituições privadas representam cerca de 7% das matrículas totais do programa. Segundo a pasta, em 2014, foram feitas cerca de 440 mil matrículas em escolas particulares, além das 150 mil iniciadas em 2013.
“Em 2014, foram repassados cerca de R$ 640 milhões a instituições privadas [por meio do Pronatec]. Atualmente, não há previsão de alteração na forma de repasse, considerando que a introdução da confirmação de frequência pelo estudante foi uma inovação que tornou o processo mais transparente e seguro”, informou o Ministério da Educação.
Leia a íntegra da nota divulgada pelo Ministério da Educação:
O MEC informa que foram liberados R$ 119 milhões para regularizar o fluxo de pagamento referente às mensalidades de 2014 para instituições privadas. A liberação dos repasses este ano está dentro do previsto, lembrando que o pagamento de cada parcela pode ser feito em até 45 dias após o vencimento do mês de referência.
As instituições privadas participam da iniciativa Bolsa-Formação do Pronatec, na oferta de cursos técnicos subsequentes por meio do Sisutec – Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica. O MEC esclarece que as instituições privadas representam cerca de 7% das matrículas totais do Pronatec. Por meio dessa ação, foram realizadas cerca de 440 mil matrículas em 2014, além das cerca de 150 mil iniciadas em 2013.
O pagamento dos valores é realizado em parcelas, a partir do registro de frequência do beneficiário no SISTEC pela instituição, bem como da confirmação pelo próprio aluno, com senha pessoal e intransferível. Em 2014, foram repassados cerca de R$ 640 milhões a instituições privadas. Atualmente, não há previsão de alteração na forma de repasse, considerando que a introdução da confirmação de frequência pelo estudante foi uma inovação que tornou o processo mais transparente e seguro.

MEC abre inscrições para o Sisu; veja as vagas

 

São oferecidas 171 mil vagas em cursos de educação superior.
Candidato deve monitorar nota de corte até o fim das inscrições, na sexta.

 

O Ministério da Educação (MEC) abriu no início da madrugada desta segunda-feira (6) as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 poderão concorrer a uma das 171.756 vagas em cursos superiores oferecidas por universidades federais, estaduais e institutos federais. As inscrições devem ser feitas no site sisu.mec.gov.br. O prazo de inscrição termina às 23h59 (horário de Brasília) desta sexta-feira (10).

 

Como participar
Ao acessar o sistema, os estudantes poderão checar todas as vagas disponíveis para a seleção. Porém, cada estudante só poderá se inscrever em duas opções. No ato da inscrição, será preciso escolher, em ordem de preferência das vagas, a instituição, o local de oferta, o curso e o turno em que ele é ministrado.

Na hora de fazer as duas opções, o candidato deve escolher uma das três modalidades de concorrência: pelo sistema de cotas que segue a lei federal, pelo sistema de ação afirmativa determinado pela instituição de ensino que oferece a vaga, e a ampla concorrência.

Pela lei federal de cotas, em 2014 pelo menos 25% das vagas de cursos em instituições públicas de ensino superior devem ser destinadas a alunos vindos de escolas públicas. Dentro desse grupo, metade das vagas será reservada a estudantes com renda familiar de até 1,5 salário mínimo. Outra parte será ocupada por alunos negros, pardos e indígenas, em divisão feita proporcionalmente à porcentagem de negros, pardos e índios na população do estado da instituição, segundo o mais recente Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar de as instituições serem obrigadas a oferecer pelo menos 25% das vagas nessas condições no próximo ano, elas são livres para aplicar outras medidas de ação afirmativa em relação às demais vagas. No primeiro semestre de 2013, as universidades federais brasileiras já reservavam, em média, 30% das vagas do Sisu e do vestibular tradicional para cotistas.

Site do Sisu traz no alto os links para o candidato fazer a inscrição e pesquisar vagas (Foto: Reprodução/Inep)

Monitorar a nota
Até as 23h59 desta sexta-feira (10), o estudante poderá trocar suas opções no Sisu quantas vezes quiser, e também cancelar sua inscrição. Durante o período, o sistema informará a nota de corte de cada curso e turno, ou seja, a nota mínima no Enem para ser aprovado naquele curso, segundo o número total de inscritos e o de vagas oferecidas.

O Sisu considera apenas as últimas opções cadastradas no momento do fechamento das inscrições. Por isso, é recomendável que o estudante acesse o sistema diariamente e monitore a nota de corte, para avaliar a sua situação entre todos os candidatos daquele curso e definir se continua naquela concorrência ou se tenta um outro curso com nota de corte mais apropriada para a sua situação.

Vagas por região
Assim como nos últimos anos, o Nordeste e o Sudeste, juntos, concentram dois terços das vagas disponíveis pelo Sisu. O Nordeste tem 67.899 vagas, o que corresponde a 37,5%. Já o Sudeste tem 48.081 vagas (28%). A Região Sul reúne 22.367 vagas (13%); o Centro-Oeste, 21.608 (12,6%); e o Norte, 11.801 (6,9%).

Minas Gerais é o estado com o maior número de vagas disponíveis (20.029), seguido por Rio de Janeiro (16.740), Bahia (12.459), Rio Grande do Sul (12.062), Paraíba (11.619) e São Paulo (10.304). O Tocantins é o estado com o menor número de vagas: 624.

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) é a instituição que oferece o maior número de vaga pelo Sisu: 7.555. Em seguida estão as federais do Ceará (UFC), com 6.378 vagas; Bahia (UFBA), com 5.938; Sergipe (UFS), com 5.440; e Mato Grosso (UFMT), com 5.408.

VEJA AS INSTITUIÇÕES QUE VÃO OFERECER VAGAS PELO SISU NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014
UF Instituição
Acre
(2.650 vagas)
IFAC – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre
UFAC – Universidade Federal do Acre
Alagoas
(5.499 vagas)
IFAL – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas
UFAL – Universidade Federal de Alagoas
Amazonas
(2.868 vagas)
IFAM – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas
UFAM – Universidade Federal do Amazonas
Amapá
(795 vagas)
IFAP – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá
UNIFAP – Universidade Federal do Amapá
Bahia
(12.459 vagas)
IFBAIANO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano
IFBA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia
UNEB – Universidade do Estado da Bahia
UESC – Universidade Estadual de Santa Cruz
UESB – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
UFBA – Universidade Federal da Bahia
UFRB – Universidade Federal do Recôncavo da Bahia
Ceará
(8.417 vagas)
IFCE – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará
UNILAB – Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
UFC – Universidade Federal do Ceará
Distrito Federal
(2.069 vagas)
IFB – Instituto Federal de Educação, Ciencia e Tecnologia de Brasilia
UNB – Universidade de Brasília
Espírito Santo
(1.008 vagas)
IFES – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo
Goiás
(3.476 vagas)
IFG – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia De Goiás
IF GOIANO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano
UFG – Universidade Federal de Goiás
Maranhão
(3.788 vagas)
IFMA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão
UFMA – Universidade Federal do Maranhão
Mato Grosso
(8.057 vagas)
IFMT – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso
UNEMAT – Universidade do Estado de Mato Grosso
UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso
Mato Grosso do Sul
(8.006 vagas)
UFGD – Fundação Universidade Federal Da Grande Dourados
IFMS – Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia De Mato Grosso Do Sul
UEMS – Universidade Estadual De Mato Grosso Do Sul
UFMS – Universidade Federal De Mato Grosso Do Sul
Minas Gerais
(20.029 vagas)
CEFET/MG – Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais
IFTM – Instituto Federal de Educação, Ciência d Tecnologia do Triângulo Mineiro
IFMG  – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais
IFNMG – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais
IFSEMG – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais
IF SUL DE MINAS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais
UEMG – Universidade do Estado de Minas Gerais
UNIFAL-MG – Universidade Federal de Alfenas
UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá – Unifei
UFJF – Universidade Federal de Juiz De Fora
UFLA – Universidade Federal de Lavras
UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais
UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto
UFSJ – Universidade Federal de São João Del Rei
UFU – Universidade Federal de Uberlândia
UFV – Universidade Federal de Viçosa
UFTM – Universidade Federal do Triângulo Mineiro
UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Pará
(3.694 vagas)
IFPA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará
UFPA – Universidade Federal do Pará
UNIFESSPA – Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará
UFRA – Universidade Federal Rural da Amazônia
Paraíba
(11.619 vagas)
IFPB – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba
UEPB – Universidade Estadual da Paraíba
UFPB – Universidade Federal da Paraíba
Pernambuco
(4.658 vagas)
UNIVASF – Fundação Universidade Federal do Vale do São Francisco
IFPE – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco
IF SERTAO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano
UFPE – Universidade Federal de Pernambuco
UFRPE – Universidade Federal Rural de Pernambuco
Piauí
(8.765 vagas)
IFPI – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí
UESPI – Universidade Estadual do Piauí
UFPI – Universidade Federal do Piauí
Paraná
(8.417 vagas)
FECEA – Faculdade Estadual de Ciências Econômicas de Apucarana
IFPR – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná
UNIOESTE – Universidade Estadual do Oeste do Paraná
UNILA – Universidade Federal da Integração Latino-Americana
UFPR- Universidade Federal do Paraná
UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Rio de Janeiro
(16.740 vagas)
CEFET/RJ – Centro Federal De Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca
UEZO – Centro Universitário Estadual da Zona Oeste
ENCE – Escola Nacional de Ciências Estatísticas
FAETERJ PARACAMBI – Faculdade de Educação Tecnológica do Estado do Rio de Janeiro
FAETERJ PETRÓPOLIS – Faculdade de Educação Tecnológica do Estado do Rio de Janeiro
FAETERJ RIO DE JANEIRO – Faculdade de Educação Tecnológica do Estado do Rio de Janeiro
IFRJ – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro
IF FLUMINENSE – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense
ISERJ – Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro
ISEPAM – Instituto Superior de Educação Professor Aldo Muylaert
UENF – Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
UNIRIO – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro
UFF – Universidade Federal Fluminense
UFRRJ – Universidade Federal Rural do Rio De Janeiro
Rio Grande do Norte
(7.049 vagas)
IFRN- Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte
UFRN – Universidade Federal do Rio Grande do Norte
UFERSA – Universidade Federal Rural do Semi-Árido
Rio Grande do Sul
(12.062 vagas)
UFCSPA – Fundação Universidade Federal De Ciências Da Saúde De Porto Alegre
UNIPAMPA – Fundação Universidade Federal Do Pampa – Unipampa
IFRS – Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Do Rio Grande Do Sul
IFFARROUPILHA – Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Farroupilha
IFSUL – Instituto Federal De Educação, Ciência E Tecnologia Sul-Rio-Grandense
UERGS – Universidade Estadual Do Rio Grande Do Sul
UFPEL – Universidade Federal de Pelotas
UFSM – Universidade Federal de Santa Maria
FURG- Universidade Federal do Rio Grande
Rondônia
(12.062 vagas)
IFRO – Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia
Roraima
(12.062 vagas)
IFRR – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima
UFRR – Universidade Federal de Roraima
Santa Catarina
(1.888 vagas)
UDESC- Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina
IFSC – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina
IF CATARINENSE – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Catarinense
UFFS – Universidade Federal da Fronteira Sul
Sergipe
(5.645 vagas)
IFS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe
UFS – Universidade Federal de Sergipe
São Paulo
(10.304 vagas)
UFABC – Fundação Universidade Federal do ABC
IFSP – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
UFSCAR – Universidade Federal de São Carlos
UNIFESP- Universidade Federal de São Paulo
Tocantins
(624 vagas)
UFT – Fundação Universidade Federal eo Tocantins
IFTO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins
UNITINS – Universidade do Tocantins
Fonte: MEC/Inep

Resultados
Na próxima segunda-feira (13), será divulgada a primeira chamada do Sisu para o primeiro semestre de 2014. Os candidatos aprovados deverão fazer a matrícula nos dias 17, 20 e 21 de janeiro, nas instituições de ensino que oferecem as vagas, apresentando os documentos exigidos por elas e pela lei federal de cotas.

A segunda chamada será divulgada no dia 27 de janeiro, e a matrícula deverá ser feita nos dias 31 de janeiro e 3 e 4 de fevereiro.

Os candidatos que não forem convocados nas duas chamadas terão o período entre os dias 27 de janeiro e 7 de fevereiro para manifestar interesse em participar da lista de espera, usada pelas instituições de ensino para preencher as vagas que ainda estiverem abertas.

Cronograma do Sisu 2014
Início das inscrições: 6 de janeiro
Fim das inscrições: 10 de janeiro (às 23h59 do horário de Brasília)
Primeira chamada: 13 de janeiro
Matrícula da primeira chamada: 17, 20 e 21 de janeiro
Segunda chamada: 27 de janeiro
Matrícula da segunda chamada: 31 de janeiro, 3 e 4 de fevereiro
Inscrição na lista de espera: 27 de janeiro a 7 de fevereiro (às 23h59 de Brasília)