Confira as novas regras para o uso do FGTS na tão sonhada reforma:

É só uma nova linha de crédito, porém a medida além de facilitar as reformas para a classe média, o governo estimula a construção civil e ajuda a aquecer a economia em um momento de crise internacional.

A nova linha de crédito é para quem tem conta no FGTS e deve beneficiar a classe média para a compra de material de construção, reforma ou ampliação de imóveis residenciais. Pode-se financiar até R$ 20 mil. O prazo de pagamento é até dez anos, com taxa de juros máxima de 12% ao ano.

Nessa nova linha de crédito os trabalhadores com contas no FGTS a partir de fevereiro poderão 2012 pegar empréstimo de até R$ 20 mil. Além do financiamento de até R$ 20 mil, o prazo de pagamento é até dez anos, a taxa de juros será de máximo de 12% ao ano. Porém o imóvel tem de valer até R$ 500 mil.

Para fazer o financiamento, a pessoa precisa comprovar que é dona da casa ou apartamento que vai ser reformado. O imóvel tem de valer, no máximo, R$ 500 mil. Ninguém vai ter nada descontado da conta do FGTS. O dinheiro emprestado vai sair do total de recursos do fundo de garantia. O financiamento deve estar disponível nos bancos dentro de um mês.

Mas atenção: o economista Newton Marques sugere prudência e planejamento. “Sempre é melhor se endividar por um prazo curto e obviamente com uma taxa de juros mais baixa. Então, se ele tem um dinheiro à disposição e pode utilizar, ótimo. Se ele quiser tomar aquele crédito por um prazo mais curto, melhor ainda”, recomenda. O dinheiro pode ser usado também para a instalação de hidrômetros, de um sistema de aquecimento solar ou ainda para obras de acessibilidade para moradores com deficiência e que precisam adaptar a casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *