.

Os servidores do Instituto Federal Fluminense (IFF) do campus Campos-Centro — único do interior do estado em greve estiveram nesta quarta-feira (5) na Plenária em Brasília para discutir a proposta que poderá sinalizar a volta às aulas, que completou 68 dias. Uma assembléia já está agendada para esta sexta-feira, às 16h, onde será discutido o rumo do movimento. No dia 27 de setembro os servidores do IFF campus Campos-Guarus, de Macaé, Bom Jesus e Itaperuna, Quissamã e Cabo Frio optaram pelo retorno das aulas e aceitaram a proposta do Governo Federal de reajuste salarial de 4% e garantia de criação do Grupo de Trabalho (GT) para fazer a reestruturação do plano de carreira dos servidores e contratação de mais professores.

Os servidores grevistas do campus Centro continuam defendendo 14,67% de reajuste emergencial, reestruturação das carreiras de professor e técnicos administrativos, realização de concurso público, aumento do auxílio-alimentação, que hoje é de R$ 304, e a utilização de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) na educação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *