População reivindica também reforma da praça e melhorias no transporte público

Os moradores do Parque Tarcísio Miranda reclamam dos mesmos descritos na última visita da Folha ao bairro, em fevereiro deste ano.

As principais reivindicações são a reforma da área de lazer, uma Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima e também escola e creche. Agora, a população se queixou também da carência de ônibus circulando pelo bairro.

Segundo a vendedora Cíntia Cristina Machado de Souza Lisboa, 21 anos, a praça Otacílio Lisboa, situada próxima à rua Vicente Ferreoli, está há mais de cinco anos precisando de uma reforma, já que os brinquedos estão quebrados e o alambrado da quadra destruído.

– Eu não trago mais meu filho para brincar nessa praça, porque ela não me passa segurança. Se uma criança cair de um brinquedo desses, vai se machucar na certa. Uma praça com um espaço físico tão grande, com quadra poliesportiva e quiosques não deveria ficar abandonada desse jeito – disse.

Cíntia reivindicou também a construção de uma escola e creche. Segundo ela, as crianças estudam no Turfe Clube ou no Jockey, que são bairros relativamente distantes. “Tive que matricular meu filho em uma creche particular, porque não tenho como levá-lo ao Turfe ou ao Jockey todos os dias. O bairro tem mais de 2 mil moradores e já deveria ter esses serviços”.

Segundo o secretário de Obras e Urbanismo, Edilson Peixoto, um técnico vai ao local para fazer o levantamento na praça. Já a diretoria do Departamento de Supervisão Escolar da secretária de Educação, Rosa Júdice, informou que o bairro é atendido pelas creches dos Parques Imperial, Angélica e Jóquei. “Todas as solicitações de vagas para a Escola Municipalizada Tarcísio Miranda, feitas durante a pré-matrícula, foram atendidas”. (U.M.)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *