thumbsmaterias.php

Aluna com perfil de excelência do 8º período do curso de Engenharia de Produção da Faculdade Professor Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS), da prefeitura, e moradora de Macaé, Ana Luiza Arantes Pires, 22 anos, acaba de conquistar um passo importante na sua carreira: foi recomendada pelo Programa Ciências sem Fronteiras (CsF), do Governo Federal, para receber uma bolsa de estudos em uma universidade dos Estados Unidos. É a chamada graduação-sanduíche no exterior.

Ela teve de vencer várias etapas com base nos critérios da chamada pública nº 156/2013, para ter o seu nome na relação dos candidatos recomendados, divulgada na última sexta-feira (21/02), uma semana após o aniversário de Ana Luiza, que ganhou de presente a responsabilidade de poder estudar fora do Brasil e trazer mais conhecimento e desenvolvimento educacional.

Depois desse resultado com seu mérito e apoio da FeMASS, o próximo passo, que deve acontecer a partir de abril, é ser selecionada por uma das melhores universidades americanas e do mundo, onde receberá treinamento conceituado de acordo com os principais rankings internacionais de ensino. Tratam-se de parceiros do programa no exterior, responsáveis por definir, juntamente com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), os melhores cursos e instituições nos seus respectivos países.

De acordo com o programa, as instituições são avaliadas a cada etapa e o destino dos bolsistas é adequado à medida que recebem o retorno do relatório dos estudantes.

“Ficamos felizes pela aluna já ter vencido as etapas de seleção necessárias para ser recomendada como graduanda apta a participar de universidades estrangeiras. Torcemos para que este convite ocorra o mais breve possível”, destacou a diretora da instituição, Larissa Frossard.

Depois de passar no ranking de coeficiente de rendimento da própria FeMASS, com média superior a oito e meio em todas as disciplinas, Ana Luiza recebeu o certificado em todos os requisitos exigidos pelo programa. Entre eles, destacam-se: ter obtido nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) igual ou superior a 600 pontos, em exames realizados a partir de 2009; apresentar perfil de aluno de excelência, baseado no bom desempenho acadêmico segundo critérios da faculdade em que estuda; e comprovada proficiência no teste do Programa Inglês sem Fronteiras (IsF), de nivelamento do TOEFL, o exame que comprova o domínio do idioma e requisito obrigatório para acesso a universidades estrangeiras. Já pensando na sua carreira, Ana Luiza se formou em inglês.

De acordo com as áreas prioritárias definidas pelo programa, Ana Luiza contou que focou o seu currículo nas matérias de petróleo, uma vez que vive em Macaé, a capital nacional do petróleo, e quer se especializar na parte de operações. Ela está na expectativa de embarcar para o exterior e afirma que, se for para os Estados Unidos, vai querer voltar a Macaé para passar o seu conhecimento.

“Quero continuar em Macaé que é o lugar do petróleo e me especializar na profissão que escolhi. Esse sonho está sendo possível e estou concluindo o curso, que é o que quero mesmo para o meu futuro. Agora, é só aguardar a chamada de uma universidade americana”, disse Ana Luiza.

Ciências sem Fronteiras é um programa dos ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), com fomento da Capes e CNPq. O objetivo é promover intercâmbio, de forma que alunos de graduação e também de pós-graduação do Brasil façam estágio no exterior a fim de manterem contato com sistemas educacionais competitivos internacionalmente em relação à tecnologia e inovação.

“A FeMASS está conveniada ao programa desde 2012 e Ana Luiza é a primeira classificada/recomendada, o que é mérito dela e motivo de destaque para a instituição e o município”, concluiu a coordenadora de Estágio e do CsF da FeMass, Márcia Alves Corrêa. Os alunos da instituição interessados em participar do Ciências sem Fronteiras podem obter informações com ela e também no site www.cienciasemfronteiras.gov.br.

A FeMASS é mantida pela Fundação Educacional de Macaé (Funemac) e ambas funcionam na Cidade Universitária, à Rua Aloísio da Silva Gomes, 50, Bairro Granja dos Cavaleiros.

GOVERNO APLICA TOEFL GRATUITO NAS UNIVERSIDADES FEDERAIS
O governo federal realizará a aplicação do teste TEOFL para mapear a proficiência dos alunos das Instituições de Ensino Superior (IES) e podem se inscrever estudantes matriculados também na UFF, UFRJ e outras. O teste de nivelamento faz parte do Programa Inglês sem Fronteiras (IsF).

Para participar o interessado deve acessar o site isf.mec.gov.br. As vantagens de realizar o teste são as seguintes: totalmente gratuito; o resultado pode ser utilizado para participar de editais do Programa Ciência sem Fronteiras ou outros programas de intercâmbio; e algumas universidades poderão aceitar os resultados em processos seletivos de pós-graduação. Além disso, o estudante terá noção sobre seu nível de inglês e poderá investir no aprendizado, preparando-se melhor para aplicações futuras do teste.

Podem se inscrever alunos de graduação, mestrado e doutorado das instituições credenciadas como Centros Aplicadores do Programa IsF. Quem quiser mais informações, deve procurar a coordenação do IsF na instituição onde está matriculado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *