O Partido Trabalhista Brasileiro (PDT) realizou sua convenção neste sábado (23/07), no CIEP Wilson Batista, no Parque Guarus. O PDT confirmou o nome de Caio Vianna para concorrer à prefeitura, tendo como vice, o vereador Gil Viana – PSB.

O presidente Nacional do partido, Carlos Lupi, estava presente, assim como o membro do diretório estadual, o pré-candidato a prefeito de São Gonçalo, Brizola Neto, estiveram presentes ao evento que lançou a candidatura do filho do ex-prefeito Arnaldo Vianna e da ex-vereadora Ilsan Vianna.

Arnaldo, por sinal, foi a ausência mais sentida na noite. No início da tarde, o político divulgou um vídeo, antecipou que não estaria na convenção, e que a convenção que vai participar é a do partido dele, o PEN, que acontecerá no dia 30. No vídeo que ganhou destaque nas redes sociais, Arnaldo declarou que ao usarem seu nome como um dos apoios a candidatura do filho, trata-se de um estelionato eleitoral.

No período pré-eleitoral, Arnaldo deixou entender que apoiaria a candidatura do filho, mas dias depois, o PEN divulgou uma nota, informando que o partido teria candidatura própria, no caso, de Arnaldo.

O ex-vereador, e ex-presidente da Câmara, Marco Bacellar, famoso por não ter papas na língua, não poupou o pai de Caio, dizendo que se alguém cometeu estelionato eleitoral foi “um determinado casal. Ela recebeu o diploma e entregou a ele. Outro que cometeu estelionato eleitoral foi Arnaldo, que foi candidato três vezes sem poder ser”.

Sem citar Arnaldo, Brizola Neto, destacou a presença de Ilsan Vianna: “Você tem a sorte Caio, de ter a seu lado essa grande mulher, que vai te ajudar a conduzir a prefeitura.”, afirmou.

Caio, por sua vez, preferiu minimizar a ausência do pai, dizendo que só tem gratidão pelo pai e que ao ódio ele retribui com amor. Em sua fala, Caio também disse que ao contrário do que alguns dizem, ele tem vasta experiência política, que sempre acompanhou o pai em suas campanhas e que coordenou a campanha de Arnaldo para deputado federal em 2006, quando tinha apenas 18 anos.

O agora candidato, empunha a bandeira da renovação, “O prefeito de Campos tem que ser jovem, porque vai ter que andar muito pra consertar essa cidade, não adianta ficar dentro do gabinete despachando”, afirmou.

O deputado estadual e presidente do PSDC, João Peixoto e o presidente municipal do PSC, o vereador Genásio, também compareceram e confirmaram as alianças com o PDT.

“Eu e Caio combinamos que quem saísse na frente na pesquisa seria o candidato, e o outro apoiaria, como Caio apareceu na minha frente, ele é o candidato”, declarou Peixoto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *