Lei 5502/09 VAMOS ADOTAR!!!!

Para quem ainda não sabe, segundo a Lei 5.502/2009 determina a substituição e o recolhimento de sacolas plásticas em estabelecimentos comerciais localizados em todo o Estado do Rio. O objetivo é colocar as sacolas à disposição do ciclo de reciclagem e proteger o meio ambiente. Segundo a lei, o prazo para a substituição destas sacolas é de dois a três anos para microempresas e empresas de pequeno porte. A Lei Estadual 5502/2009, que já está em vigor, os grandes estabelecimentos hoje são obrigados a dar três opções aos clientes mais conscientes. 1 – oferecer desconto de R$ 0,03 para cada cinco itens comprados caso o indivíduo não leve as embalagens plásticas para casa, 2 – permuta de 1 quilo de arroz ou feijão para cada 50 sacos plásticos levados pelo comprador e entregues à loja, ou 3 – oferecer gratuitamente as ecobags. Mas vale ressaltar que as sacolas reutilizáveis precisam ser higienizadas com frequência para evitar contaminações, especialmente no caso de carregarem alimentos. Algumas podem ser lavadas na máquina, outras, as plastificadas, devem ser limpas com um pano úmido e água sanitária. Os estabelecimentos ficam também obrigados a afixar placas informativas, de 40 cm x 40 cm, com os seguintes dizeres: “Sacolas Plásticas convencionais dispostas inadequadamente no meio ambiente levam mais de 100 anos para se decompor. Colaborem, descartando-as, sempre que necessário, em locais apropriados à coleta seletiva. Traga de casa a sua própria sacola ou use sacolas reutilizáveis”. De acordo com a Associação dos Supermercados do Rio de Janeiro (Asserj), são usados e descartados por mês, no estado, cerca de 200 milhões de sacos plásticos. Um dado que não merece qualquer comemoração: muitos ajudam a entupir redes de água e esgoto, ou colocam em risco a fauna de rios e lagoas. Para quem ainda não sabe, segundo a Lei 5.502/2009 determina a substituição e o recolhimento de sacolas plásticas em estabelecimentos comerciais localizados em todo o Estado do Rio. O objetivo é colocar as sacolas à disposição do ciclo de reciclagem e proteger o meio ambiente. Segundo a lei, o prazo para a substituição destas sacolas é de dois a três anos para microempresas e empresas de pequeno porte. A Lei Estadual 5502/2009, que já está em vigor, os grandes estabelecimentos hoje são obrigados a dar três opções aos clientes mais conscientes. 1 – oferecer desconto de R$ 0,03 para cada cinco itens comprados caso o indivíduo não leve as embalagens plásticas para casa, 2 – permuta de 1 quilo de arroz ou feijão para cada 50 sacos plásticos levados pelo comprador e entregues à loja, ou 3 – oferecer gratuitamente as ecobags. Mas vale ressaltar que as sacolas reutilizáveis precisam ser higienizadas com frequência para evitar contaminações, especialmente no caso de carregarem alimentos. Algumas podem ser lavadas na máquina, outras, as plastificadas, devem ser limpas com um pano úmido e água sanitária. Os estabelecimentos ficam também obrigados a afixar placas informativas, de 40 cm x 40 cm, com os seguintes dizeres: “Sacolas Plásticas convencionais dispostas inadequadamente no meio ambiente levam mais de 100 anos para se decompor. Colaborem, descartando-as, sempre que necessário, em locais apropriados à coleta seletiva. Traga de casa a sua própria sacola ou use sacolas reutilizáveis”. De acordo com a Associação dos Supermercados do Rio de Janeiro (Asserj), são usados e descartados por mês, no estado, cerca de 200 milhões de sacos plásticos. Um dado que não merece qualquer comemoração: muitos ajudam a entupir redes de água e esgoto, ou colocam em risco a fauna de rios e lagoas.

VAMOS ADOTAR!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *