Colégio 29 de Maio está desde o início da semana sem inspetores.
Professores também falam das más condições estruturais do colégio.

Professores do Centro Educacional 29 de Maio, no bairro Pecuária, em Campos dos Goytacazes, fizeram uma paralisação. Segundo eles, a escola municipal tem 20 turmas, cerca de 500 alunos, mas nenhum inspetor. O resultado da ausência do profissional tem sido vandalismo, desrespeito e baderna. Os professores se sentem inseguros e denunciam, ainda, problemas estruturais no prédio da escola.

Fora das salas, os estudantes ocuparam o pátio da escola. Pelo menos 500 alunos ficaram sem aulas por causa da paralisação. O motivo é a falta de inspetores de alunos. De acordo com os professores, a escola está sem o profissional desde segunda-feira (10) quando as aulas retornaram, o que estaria dificultando a organização do colégio.

A escola recebe alunos do primeiro ao 9º ano do Ensino Fundamental. Pra controlar o tumulto a Polícia Militar e a Guarda Civil foram chamados. Além da falta de inspetores, tanto os professores quanto os alunos reclamam da estrutura da escola, o que, segundo eles, tem prejudicado bastante a qualidade do ensino.

Fotos mostram a precariedade do local. A porta está sem fechadura, as paredes com infiltrações e os armários amassados. No auditório, o piso do chão está soltando. Também há infiltrações no teto e cadeiras quebradas.

A secretaria de Educação, Cultura e Esportes informa que a situação já foi resolvida e a unidade escolar já está com inspetores. A secretaria informou, ainda, que a unidade foi recentemente reformada. Mesmo assim, uma equipe do Departamento de Infraestrutura irá ao local avaliar a situação para que os devidos reparos sejam realizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *