Alguns itens podem sofrer variações de mais de 100%.
Alguns fornecedores aproveitaram a redução para aumentar o lucro.

img-20140109-wa0009

 

Os produtos da cesta básica tiveram um aumento real de 9,5% em 2103, em relação ao ano de 2012, após a totalização do mês de dezembro, que ficou 0,8% mais alta em relação a novembro, de acordo com a pesquisa do Procon de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. O levantamento foi realizado na última terça-feira (7), quarta-feira (8) e quinta-feira (9), em cinco redes de supermercados da cidade.

De acordo com a secretária de Defesa do Consumidor, Rosangela Tavares, este número está acima do esperado. “Com a redução de impostos sobre a maioria dos produtos que compõem a cesta básica, era esperada uma redução nos preços desses itens. Entretanto, não é o que ficou constatado na pesquisa, nem pelos consumidores. Alguns fornecedores aproveitaram a redução para aumentar sua lucratividade, e não era esta a intenção do Governo Federal, quando concedeu a isenção. Esperamos que esses fornecedores sejam mais conscientes este ano e repassem o desconto para os consumidores”, destacou.

Rosangela alertou os consumidores para que acompanhem os preços, pois alguns itens podem sofrer variações de mais de 100% de um estabelecimento para outro. Outra importante dica é substituir os itens que estão com os preços mais elevados e diversificar as marcas, substituindo as tradicionais por outras menos famosas.

Entre os produtos que tiveram grande aumento durante o ano, destacam-se o pão francês, a farinha de trigo, fubá e farinha de mesa. Entre os produtos que tiveram redução e seguraram a inflação, destacam-se café, leite, açúcar cristal, sal, batata inglesa e laranja. Os produtos de higiene e limpeza foram os que menos sofreram variações. Apenas os hortifrutigranjeiros tiveram variações em vários meses do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *