Pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 11 de fevereiro.
Produtos foram pesquisados em cinco supermercados da cidade.

Com base nos números registrados na 1º pesquisa de 2014, o Procon (Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor) de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, apontou uma alta de 1,2% em itens da cesta básica em relação a janeiro deste ano. A pesquisa foi realizada entre os dias 10 e 11 de fevereiro em cinco supermercados da cidade e abrange 80 itens dentre os mais consumidos pela população campista, muitos fora da cesta básica. Já tem consumidor buscando alternativas para fugir dos aumentos.

De acordo com a secretária executiva do Procon, Rosangela Tavares, a falta de chuvas em diversas regiões do país e a alta do dólar (que dificulta a importação de alguns itens) devem forçar o aumento de alguns produtos. “Mais do que nunca, o consumidor deve ser precavido e pesquisar bastante antes de adquirir os produtos que necessita”, disse.

Segundo a pesquisa do Procon, o grande vilão dessa cesta foi a carne bovina. Em seguida vem o macarrão, arroz, biscoitos, farinha de trigo (pão francês) e o sal refinado. Dentre os produtos que tiveram recuo nos preços o destaque foi o leite UHT, seguido pelo café, o açúcar cristal e o óleo de soja. Alguns itens, como a batata inglesa, sofreram variações de mais de 300% em relação a outro supermercado. Outra grande diferença foi encontrada no pacote de fósforo que em um supermercado custa R$ 1,69 e em outro R$ 3,90, com 250% de diferença. A dúzia de ovos brancos também apresentou diferença de mais de 100%.

Os produtos que tiveram as maiores variações entre os supermercados pesquisados foram:

pesquisa_procon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *