Marcus Pinheiro
Foto: Folha da Manhã

Dovany Salvador Lopes da Silva Batista se apresentou na 134ª Delegacia de Polícia na manhã desta sexta (10). Este é o 13º condenado no processo das “Meninas de Guarus” a ser preso. O advogado do condenado, Elias Rocha Gonçalves, informou que o mesmo não estava foragido, apenas tinha se ausentado da cidade para buscar a certificação de um curso que havia realizado. Dovany deve ser encaminhado a Casa de Custódia Dalton Crespo. Gustavo Ribeiro Poubaix Monteiro ainda não foi encontrado.

Outros – O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e a Coordenadoria de Segurança e Inteligência do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) cumpriram, nessa quinta, 12 mandados de prisão. Os condenados Thiago Machado Calil, Nelson Nahim, Renato Duarte, Fabrício Trindade Calil, Marcos Alexandre dos Santos Ferreira, Cléber Rocha da Silva, Sérgio Crespo Gimenes Júnior e Jayme César de Siqueira teriam sido encaminhados à Cadeia Pública Dalton Crespo de Castro. Leílson Rocha da Silva já se encontrava preso desde o ano passado.

Informações preliminares indicam que mesmo os réus que teriam direito a cumprirem a pena em cela especial, e, portanto, deveriam ser encaminhados ao complexo prisional Bangu 8, optaram por continuar em Campos. A  Secretária de Estado de Administração Penitenciário (SEAP) confirmou a permanência dos oito em Campos.

Outro três presos, Fabio Lopes da Cruz, Robson Silva de Barros Costa e Ronaldo de Souza Santos, são PMs e, portanto, estão em prisões militares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *