O Parque é uma das alternativas para diversificação da economia, atração de empresas e criação de startups e de negócios

A Superintendência de Ciência, Tecnologia e Inovação (SCTI) e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Campos reuniram-se nesta quarta-feira (1º), na sede da FIRJAN, com representantes do Parque Tecnológico do Norte Fluminense (PTNF), da FIRJAN, do SEBRAE e das Instituições de Ensino Superior de Campos, para debater sobre projetos e ações para o desenvolvimento e a consolidação do Parque Tecnológico. 

O PTNF é uma das alternativas do município para a diversificação da economia, para a atração de empresas e para a criação de startups e de negócios nas áreas de tecnologia e inovação.  Essas iniciativas serão desenvolvidas em parceria com as instituições de Ensino Superior de Campos, com a FIRJAN e com o SEBRAE.

Para o subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Mario Sérgio Cardoso, um dos principais pontos necessários para a consolidação do PTNF é a disponibilização de um espaço físico para a acomodação da estrutura administrativa do PTNF, da TecCampos – Incubadora de Empresas e das startups que forem surgindo.

— Identificamos um local que julgamos adequado para abrigar esse conjunto de iniciativas. A reunião com esses agentes hoje foi de fundamental importância para a viabilização das ações ligadas à inovação no município. A inovação, desenvolvida em parceria com as universidades, é um dos eixos chaves do plano de governo do prefeito Rafael Diniz. Penso que, hoje, demos um passo importante para desenvolver esse eixo — pontuou Mário Sérgio.

De acordo com o superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação, Romeu e Silva Neto, independentemente da instalação física do PTNF, há iniciativas que podem ser desenvolvidas desde já e sem alto custo.

— Para começar a consolidação do PTNF é necessário utilizarmos os recursos já disponíveis para o desenvolvimento de projetos de consultoria e de desenvolvimento de tecnologia, como os do SEBRAETEC do SEBRAE e os da EMBRAPII (Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial). A Prefeitura de Campos, por meio da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Inovação e do Fundecam, está implementando o Programa Municipal de Apoio Tecnológico às empresas de Campos, que visa financiar os 30% da contrapartida das empresas da cidade no desenvolvimento de projetos com os recursos do SEBRAETEC e da EMBRAPII, o que facilitará o desenvolvimento de projetos. Além disso, faz-se necessário construir um Portal na internet para abrigar todas as ações do PTNF, transformando-o num elo de ligação entre as empresas demandantes de tecnologias e as universidades locais — afirmou Romeu.

O presidente do PTNF e diretor da Agência de Inovação da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), Manuel Antônio Molina, destacou a importância da aproximação entre todos os setores interessados.

— É fundamental essa relação entre universidades, setor produtivo e gestão municipal para desenvolver todo o processo de desenvolvimento de tecnologia. Uma empresa de menor porte, que esteja com poucos recursos, poder contar com recursos do SEBRAETEC ou da EMBRAPII, e ainda com suporte do Fundecam, é fundamental para sua competitividade. A universidade é importante, porque detém o capital intelectual necessário para o desenvolvimento dos projetos e pode ganhar também com esses profissionais sendo remunerados pelo trabalho. Para isso, estamos viabilizando uma forma de credenciamento dessas universidades para prestação de serviços de inovação. Com uma gestão com interesse em desenvolvimento regional, temos apenas a ganhar dentro de um somatório de esforços — disse Molina.

Também estiveram presentes na reunião representantes de instituições como TecCampos – Incubadora de Empresas, Institutos Superiores de Ensino do Censa (ISECENSA), Fundação de Apoio à Escola Técnica (FAETEC), Universidade Federal Rural de Campos (UFRRJ), Associação Comercial e Industrial de Campos (ACIC) e o Polo de Inovação do Instituto Federal Fluminense (IFF).

Fonte: Campos24h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *