Trabalhadores de empresas de ônibus cruzaram os braços nesta segunda-feira (9) e paralisaram mais uma vez a prestação do serviço de transporte coletivo em Campos. Desta vez, todas as empresas – Rogil, São João, Turisguá, Siqueira e São Salvador – participam da paralisação, algumas com 100 da frota parada na garagem, rodoviária Roberto Silveira ou no terminal rodoviário da avenida XV de Novembro.

Funcionários alegam atraso nos pagamentos, além de aumento da carga horária de trabalho sem direito a recebimento de horas extras. Em nota, a “Auto Viação São João informa que, apesar das dificuldades impostas pela concorrência desleal do transporte irregular em Campos, vem trabalhando para regularizar a data de pagamento dos funcionários. Os colaboradores da empresa receberam parte do salário e a quitação do restante está prevista para ocorrer ainda esta semana”.

A Prefeitura tenta negociar com os donos de empresas de ônibus, em reunião na sede do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT). O IMTT, que está com os portões fechados e não autorizou a participação da imprensa na reunião, informou, em nota, que “a Prefeitura vem mantendo os pagamentos aos consórcios em dia, de janeiro a agosto deste ano, e mantém diálogo para o repasse referente ao mês de setembro. É importante ressaltar que, segundo legislação, os consórcios devem manter 30% das frotas em circulação nas ruas da cidade para atendimento à população”.

Fonte: Folha da Manhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *