.
Embora seja visível que a obra de recuperação das margens do canal Campos-Macaé ganhou esta semana um reforço de operários, pessoas que trabalham no local e transitam quase que diariamente por aquela área têm questionado a demora na conclusão dos trabalhos. Inicialmente, a previsão para entrega da obra era março de 2011, mas um vazamento que surgiu nos taludes, próximo à rua Saldanha Marinho, e que teria surpreendido os responsáveis pelas intervenções fez com que o prazo fosse prorrogado por mais 120 dias. No trecho conhecido como Beira-Valão, entre a rua Tenente Coronel Cardoso e avenida Nilo Peçanha, motoristas também reclamam do tumulto no trânsito e dos congestionamentos causados pelo canteiro de obras.

O investimento feito pela Prefeitura, que tem usado a mídia televisiva para anunciar que a Beira-Valão será o novo ponto turístico de Campos, é de R$ 18 milhões. O valor cobre a recuperação do talude e do sistema de drenagem e esgoto, além da pavimentação de vias, calçadas, criação de ciclovia e estacionamento com vagas específicas para deficientes físicos. Está previsto ainda um jardim inclinado preso aos arcos metálicos que passarão sobre o canal e iluminação especial.
POR QUANTO TEMPO MAIS A POPULAÇÃO TERÁ QUE ESPERAR PELO FIM DESTA OBRA?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *