Por Alexandre Bastos, em 03-10-2011 – 12h36

A Polícia Federal (PF) realizou na manhã desta segunda-feira (03), em Campos, buscas no Partido Social Democrata (PSD) e na casa do deputado estadual Roberto Henriques. Em contato com o Site Ururau, o delegado Paulo Cassiano explicou a ação. “Cumprimos busca na sede do partido e na residência de um deputado, por ordem da Justiça Eleitoral para apurar suspeita de que o PSD, que teria constituído lista fraudulenta. A solicitação por parte da justiça ocorreu na semana passada”, declarou Paulo Cassiano, afiramdno ainda que nenhuma irregularidade foi encontrada ou qualquer tipo documentação levado pelos agentes federais.

A solicitação de investigação partiu do desembargador Sérgio Schwaitzer, do TRE, o mesmo que concedeu a liminar para o retorno da prefeita Rosinha Garotinho (PR).

Em entrevista, o deputado Roberto Henriques explicou que não participou de qualquer tipo de coleta de assinaturas.  “Eles estavam em busca de uma lista de assinaturas. Porém, é bom ressaltar que todas as listas foram entregues à Justiça Eleitoral. Estão procurando que já foi entregue. Não acharam nada em minha casa. Até proque, quem me conhece sabe que não participo de qualquer tipo de ação ilegal. A solicitação dessa investigação partiu do mesmo desembargador que de a liminar de 30 dias para a prefeita Rosinha voltar ao cargo”, disse Henriques, deixando claro que está tranquilo. “Sou o tranquilo Henriques”.

Ele também ressaltou que não vê ligação entre a ação de hoje e o arrombamento do seu escritório no último sábado (aqui). Porém, disse ques está atento. “Não vejo ligação. Porém, algum criminoso pode ter plantado algo em meu escritório”, concluiu.

“Estou vigilante” — Ao comentar sobre o clima eleitoral, que já está esquentando, Henriques disse que está bem atento. “Vou dar a minha contribuição para que o processo eleitoral transcorra dentro da Lei. Mas estou vigilante. Até porque, vivemos em um município onde a prefeita foi afastada, acampou na Prefeitura, peitou a Justiça e não houve iniciativa para a remoção da prefeita da sede da administração municipal. A prefeita peitou a Justiça e ficou por isso mesmo. Então, temos que ficar bem atentos”, disse Henriques.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *