Perfeita Perfeição

 

Guerra,

Paz,

Ódio,

Necessidade.

Em tudo existe uma relação.

 

Numa perfeita perfeição

Tudo que vemos e fazemos

Volta para nós,

Sem hora,

Sem data,

Sem explicação.

 

Faça o bem,

A paz te seguirá.

Mal e ódio

Deixa pra lá.

 

Capitalismo?

Ruína do homem

Já dizia o pensador

 

Os homens desistem

Na linda tênue

Entre isso e aquilo

Vivem no anonimato

 

Esquecidos sem seus erros.

 

Agora,

Um pedido lhes faço,

Consertar tantos erros!

Não deixem que o tempo desfaça a vontade de viver

Essa perfeita perfeição.

 

Gabriel Rabelo de Barros Simão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *