Pesquisa do Procon aponta que boa parte já sofreu alteração de valor.
Preços tendem a subir com a proximidade da Páscoa.

Peixe está mais caro (Foto: Divulgação/Prefeitura de Campos)

O Procon de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, divulgou nesta quarta-feira (2), a pesquisa que acompanha os preços do pescado comercializado na Páscoa.  De acordo com o órgão, boa parte já sofreu alteração nos valores. Os preços estão em média 10% superiores ao ano passado, segundo a pesquisa.

Tradicionalmente a comunidade católica substitui o consumo da carne vermelha pelo pescado e de acordo com os comerciantes a Quaresma é a melhor época para o comércio do peixe, com o volume de vendas chegando a ser cinco vezes maior que a média do restante do ano.

De acordo com a secretária executiva do Procon, Rosangela Tavares, os consumidores campistas têm um excelente momento para antecipar a compra do pescado, pois há grande oferta e os produtos estão em excelente estado.

“O consumidor que puder antecipar sua compra e congelar o pescado estará fazendo uma grande economia, pois sabemos que próximo a data comemorativa os preços tendem a subir, pois a procura é sempre superior a oferta”, destacou Rosangela.

Rosangela destacou os principais cuidados que os consumidores devem adotar para adquirir um produto saudável. “O pescado deve estar rijo, com olhos salientes e brilhantes e as escamas firmes e aderidas a pele. As guelras devem estar vermelhas, porém o consumidor deve passar a mão para ver se não há uso de corantes. Se o consumidor apertar o dedo no pescado e ficar a marca do dedo é um sinal de que o produto não está em bom estado”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *