Triste dia Mundial da Água

A água é essencial para os humanos e para as outras formas de vida. 71% da superfície da Terra é coberto por ela. Ela age como reguladora de temperatura, diluidora de sólidos e transportadora de nutrientes e resíduos por entre os vários órgãos. Bebemos água para ajudar na diluição e funcionamento normal dos órgãos para em seguida ser eliminada pela urina e por evaporação nos poros, mantendo a temperatura corporal e eliminando resíduos soluvéis, como sais e impurezas. As lágrimas são outro exemplo de eliminação de água.

Na indústria ela desempenha o mesmo papel de diluidora, transportadora e resfriadora nos vários processos de manufatura e transformações de insumos básicos em bens comerciais.

A poluição da água prejudica o seu uso, podendo atingir o homem de forma direta, pois ela é usada por este para ser bebida, higiene pessoal, lavagem de roupas e utensílios e, principalmente, para sua alimentação e dos animais domésticos. Além disso, abastece nossas cidades, sendo também utilizada nas indústrias e na irrigação agrícola. Por isso, a água deve ter aspecto limpo, pureza de gosto e estar isenta de micro-organismos patogênicos, o que é conseguido através do seu tratamento, desde da recolha nos rios até à chegada nas residências urbanas ou rurais.

Porém, como nada na vida é perfeito, vejam senhores, a nossa concessionária de água despeja resíduos não tratados em nosso Rio Paraíba, matando a fauna e a flora, e ferindo o seu comprometimento de preservar o meio ambiente. Como podemos acreditar em uma empresa que alardeia uma coisa e na prática faz outra? Conforme videos postados no youtube, vejam você mesmos e me digam: esses resíduos são tratados ou não?

1 – http://www.youtube.com/watch?v=VfTGEgDeh3E

2 – http://www.youtube.com/watch?v=pLqz-z6cDdQ

3 – http://www.youtube.com/watch?v=qC-qNRjQu2M

4 – http://www.youtube.com/watch?v=2ipQgELVEmw

5 – http://www.youtube.com/watch?v=BsvyCa3Yhis

Direitos Sociais

De acordo com a Constituição Federal de 1988, capítulo II “dos direitos sociais”, art. VI, são direitos sociais: educação, saúde, trabalho, moradia, lazer, segurança, previdência social, proteção à maternidade e à infância e assistência aos desamparados.

Na sua opinião, o que impede que os direitos sociais sejam colocados em prática na sua região?

Energias renováveis como alternativa no NF

No Norte Fluminense, o município de São Francisco do Itabapoana ganhará o seu segundo parque eólico, de projeto intitulado “Central Geradora Eólica Bom Jardim I”, cinco vezes maior do que o atual, com um orçamento de R$ 540 milhões. A notícia foi ao conhecimento do povo na última segunda-feira (24/01), numa reunião pública em Bom Jardim, localidade de São Francisco. Continue lendo “Energias renováveis como alternativa no NF”

Abolir o “público” e privatizar. Por quê?

Abolir o “público” e privatizar significa, em resumo, que todos os pedaços de terra, todas as superfícies terrestres, ruas, estradas, passam a ser propriedade privada, geradas principalmente por corporações e indivíduos. Existem os pedágios, os impostos (os quais um trabalhador comum trabalha 5 meses somente para pagá-los), taxas, multas. Continue lendo “Abolir o “público” e privatizar. Por quê?”

Ponte mais antiga de Campos pode cair

Foram necessários mergulhadores do Corpo de Bombeiros, e a repercussão na mídia de “desastres decorrentes de chuvas (com mortos)”, para que fosse detectado o risco que a ponte João Barcelos Martins, em Campos, apresentou, na semana passada, com seus pilares balançando mais que o normal. Fixaram-se aos pilares da ponte, lixo e detritos, comprometendo a estrutura da construção e aumentando o que especialistas chamam de arrasto da ponte. Continue lendo “Ponte mais antiga de Campos pode cair”

Audiência Pública

É interessante ver que normalmente as audiências públicas não alteram o curso dos megas projetos como os da OSX por exemplo. Foram 4horas de discussão e muitas perguntas ficaram sem as respostas do representante da OSX e do INEA .

Um agricultor indagou sobre o corte de muitas árvores na região de instalação do projeto; O presidente da colônia de pescadores da zona z1 quis saber sobre a indenização de impactos econômicos para as atividades que sofreram algum prejuizo; Foi solicitado cópia da gravação da audiência e informações prévia dos conteúdos das audiências, porém tudo isso não obteve respostas.

É deste jeito que querem aprovar projetos que podem alterar a vida de mais de 1.000.000 de pessoas?

Voce concorda com o modelo de audiência pública atual ???

O que voce faria para melhorar a interatividade com os emprendedores destes grandes projetos ???

ORÇAMENTO????

Todo ano acontece uma queda de braço pela aprovação do orçamento público. Você sabe como ele é aplicado? Alguma vez te consultaram para saber qual a melhoria que você gostaria para seu bairro?  É hora de mudarmos a forma de participar deste sistema. Vamos dizer não a exclusão.

O que você pode propor para termos controle na aplicação do dinheiro público???