Detro fiscaliza ônibus intermunicipais e acompanha de perto serviços na linha Campos-SJB

Agentes do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) realizaram nesta segunda-feira (18), ações para verificar as condições dos serviços de ônibus intermunicipais nas regiões Norte e Noroeste Fluminense. No terminal de Campos, além da fiscalização em todas as operadoras que atuam na região, as equipes também verificaram as empresas Brasil e 1001, que estão operando as 10 linhas que sofreram intervenção nesta segunda (18), anteriormente operadas pela empresa Sanjoanense Campostur.

Além de Campos, as fiscalizações ocorreram nos terminais rodoviários de Macaé e Itaperuna, tendo como resultado, sete multas aplicadas pelos fiscais do órgão. Além de verificar as condições dos veículos, os fiscais acompanharam a operação das linhas para garantir que o serviço fosse prestado como determinado pelo Detro.

Segundo o diretor técnico operacional do Detro, João Cassimiro Araujo, este acompanhamento acontecerá durante o período da intervenção. “Nossos agentes estarão monitorando a operação dessas linhas, para que possamos garantir um transporte de qualidade aos usuários. A população pode nos ajudar a verificar as questões relacionadas a estas linhas e todas as outras do estado, entrando em contato conosco pela nossa Ouvidoria”, contou.

Para participar, os cidadãos devem informar a irregularidade, o número da linha e do ônibus intermunicipal que cometeu a infração, por meio do telefone da Ouvidoria (21) 3883-4141, pelo WhatsApp Fale Detro (21) 98596-8545 ou pelo e-mail: ouvidoria@detro.rj.gov.br.

Fonte: Folha da Manhã

Ações do “Dezembro Vermelho” no Via Esporte Guarus

As atividades esportivas e de lazer retornam no próximo dia 7 de janeiro na Beira Rio

Na manhã deste domingo (17), no Via Esporte Guarus, a secretaria de Saúde realizou diversas ações de conscientização voltadas para a campanha Dezembro Vermelho, abordando questões relacionadas a DST/AIDS. Foram entregues folders educativos à população, que aproveitou o domingo de sol forte para passear na área destinada ao esporte e lazer.

De acordo com o coordenador do Projeto HIV/AIDS, Leonardo Manhães Pessanha, é necessário intensificar ações de conscientização junto à população. “A conscientização é um processo contínuo, que precisa ser intensificado junto à população sobre à importância da prevenção, para evitar doenças sexualmente transmissíveis. Conciliar esporte e saúde é uma boa alternativa”, comentou o coordenador.

O Programa Municipal DST/AIDS, funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, na sede da secretaria de Saúde, funciona na rua Conselheiro Otaviano, 241, Centro. A Secretaria de Saúde também oferece assistência ambulatorial especializada, com uma equipe multidisciplinar e interdisciplinar com médicos infectologista/ginecologista/psiquiatra, assistente social, psicólogo, enfermeiros, farmacêutico e técnicos administrativos.

A moradora Carla Filomena Pinheiro de Campos aprovou a iniciativa da Via Esporte Guarus. “É uma forma do campista aproveitar o espaço para fazer uma atividades física, aqui na Praça Santo Antônio, que é um  local arborizado e ainda tem a brisa do Rio Paraíba do Sul, e ainda ter acesso a campanhas educativas como essa. Desde que inaugurou no último dia 27, não perdi um evento. Agora, sei que terá a pausa para as festas de fim de ano, mas, no dia 7 estou aqui de volta com meu sobrinho Jorge, de 1 ano, que adora brincar aqui” concluiu a moradora.

A Via Esporte, funciona todo domingo das 7h30 às 13h30, na Avenida Bartolomeu Lizandro, (Beira Rio) no trecho entre as ruas Coronel Walter Krame e a Advaldo Maciel.  Vale destacar que, nos próximos domingos, 24 e 31 de dezembro, respectivamente Natal e Ano Novo, as atividades estarão suspensas, retornando no dia 7 de janeiro.

Via Esporte Arthur Bernandes – De acordo com o presidente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Raphael Thuin, responsável pelo Via Esporte, explica que neste período de verão, as atividades recreativas e de lazer na Avenida Arthur Bernardes terão uma pausa, visando atender uma solicitação da Guarda Civil Municipal (GCM), que estará com um efetivo voltado para a Praia do Farol de São Thomé.

Fonte: Comunicação/PMCG

Documento de veículos terá versão digital até o final de 2018

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou nesta quarta-feira (13) resolução que cria uma versão digital do Certificado de Registro de Licenciamento (CRLV) para ser utilizada em smartphones.

Chamado de CRLVe, o sistema deve ser implementado pelos órgãos e entidades executivos de trânsito dos estados e Distrito Federal até 31 de dezembro de 2018.

Em agosto passado, também teve início o processo para a utilização da Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e), que começará a valer em fevereiro próximo. Uma versão de demonstração da CNH-e já está disponível para smartphones Android.

De acordo com o Contran, o CRLVe somente será expedido após a quitação dos débitos relativos a tributos, encargos e multas de trânsito e ambientais, vinculados ao veículo, bem como o pagamento do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Via Terrestres (DPVAT).

“Esta aprovação é mais um passo do Sistema Nacional de Trânsito no sentido de oferecer à sociedade a possibilidade de utilização de documentos eletrônicos, assim como já fizemos com a Carteira Nacional de Habilitação, que traz mais segurança e facilidade para todos, pois o celular já está integrado à vida de grande parte dos brasileiros”, explica o Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, em nota.

Questionado sobre as taxas que serão aplicadas ao CRLVe, o Departatamento Nacional de Trânsito (Denatran) disse que isso dependerá de cada órgão de trânsito, assim como acontece com a CNH-e.

Protótipo será apresentado em breve

O CRLVe ainda será regulamentado, mas o Denatran já trabalha no desenvolvimento do modelo eletrônico junto ao Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e diz que apresentará um protótipo do novo documento digital em breve.

O Ministério das Cidades informa que os órgão de trânsito terão 180 dias para atualizar as suas bases de dados junto ao Registro Nacional de Veículo Automotores (Renavam), com as informações sobre os débitos relativos a tributos, encargos e multas de trânsito e ambientais, vinculados ao veículo e sobre o Licenciamento.

Fonte: Ururau

Mutirão retira 300 kg de lixo do Paraíba

Aproximadamente 300kg de lixo e materiais inservíveis foram retirados do rio Paraíba do Sul, na manhã desta quarta-feira (14), durante um mutirão promovido pela Fundação Municipal da Infância e da Juventude (FMIJ), a empresa Corbion e o projeto Rema Campos. Cerca de 40 pessoas, entre elas adolescentes do programa Guarda Mirim, realizaram um trabalho minucioso de limpeza no leito e nas margens do rio. Foram retirados plásticos, metais, isopor, pneus e até uma televisão.

Ao longo de 2017, a Prefeitura de Campos, através da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental com a ajuda de parceiros, realizou outros cinco mutirões de limpeza do Paraíba. Somente em março e junho foram retirados cerca de 9 toneladas de lixo.

O coordenador da Guarda Mirim da FMIJ, Airton Évio de Souza, ressaltou a importância da participação dos adolescentes na ação socioambiental. “O que mais precisamos é entender a nossa cidadania e exercitá-la, para que tenhamos uma vida melhor. Garantir a preservação do meio ambiente é dever de cada um de nós”, disse.

Rio contou com mutirão de limpeza

 

Já o gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da Corbion, Fernando Costa, lembrou que a empresa desenvolveu uma série de projetos em parceria com a FMIJ neste ano e vislumbrou a possibilidade de ampliá-las no próximo ano. Ele ainda avaliou que “o envolvimento dos jovens em ações como esta, leva todos a refletirem sobre o impacto causado pela poluição e, assim, tornarem-se cidadãos mais conscientes de seu papel na preservação do meio ambiente”.

Aos 16 anos, o Guarda Mirim Udson Nunes, que também é integrante do projeto Rema Campos, participou pela primeira vez de um mutirão de limpeza do Paraíba. “Esta é uma oportunidade de colocar em prática tudo o que aprendemos nas aulas de Meio Ambiente da Guarda Mirim e também alguns dos princípios que aprendemos no remo. Esta experiência, que, na verdade, é um grande ato cidadania, ficará pra sempre na minha memória”, revelou o adolescente. (A.N.)

Fonte: Folha da Manhã

Detro intervém nas linhas da Campostur: serviço será realizado pelas empresas Brasil e 1001

As mudanças terão início a partir da 0h de 18 de dezembro

Conforme publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, desta quinta-feira (14/12), o Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) determinou a intervenção das linhas operadas pela empresa Sanjoanense Campostur. Além do não cumprimento às solicitações do órgão para regularização dos problemas operacionais e irregularidades apresentadas pela empresa, a medida deve-se também às constantes reclamações quanto à qualidade dos serviços prestados aos usuários, referentes ao mau estado de conservação dos veículos, descumprimento de horários e falta de ônibus.

A partir da 0h do próximo sábado (18/12), as 10 linhas operadas pela Campostur passam a ser operadas pelas empresas: Brasil Transporte e Turismo e Auto Viação 1001.

A empresa Brasil passa a operar as linhas: N455 Campos – Papagaio (via Jacaré); N450 Campos – Grussai (via Lagoa); N445 Campos – Venda Nova e N435 Água Preta – Campos.

Já a Auto viação 1001 assume as linhas: N430 Atafona – Campos; N156 Campos – São João da Barra; N456 Barcelos – Campos; S/N Atafona – Campos; N440 Barra do Açu – Campos e N441 Barra do Açu – Campos (via Baixa Grande).

A intervenção acontecerá em caráter emergencial pelo prazo de 365 dias. Durante este prazo, se a Sanjoanense Campostur regularizar toda a situação demandada pela Autarquia, a decisão poderá ser reavaliada. Caso não consiga, a empresa poderá perder a concessão das linhas em definitivo.

Fonte: Campos24h

4º Festival de Economia Solidária de Campos

São 20 tendas instaladas na Praça São Salvador

Começou na manhã desta quinta-feira (14), o 4º Festival de Economia Solidária, na Praça do Santíssimo São Salvador. São 20 tendas instaladas na Praça e, dentre elas, a da “Agroecologia”, que levou vários produtos de qualidade da Agricultura Familiar, para comercialização, como: espinafre, saião, cana-de-açúcar, aroeira, ovos da roça, milhos. O evento prossegue até sábado (16).

Para a dona de casa Edir Ribeiro de 77 anos, eventos como esse faz toda a diferença com tendas de agricultura familiar. “É muito bom encontrar uma tenda como essa, onde você pode achar produtos sem agrotóxicos. Eu já reparei que os alimentos são bem mais bonitos, não estão passados e são muito saborosos, ótimos para a nossa saúde”, disse.

Segundo a coordenadora do Fórum, Simone Gonçalves, a Feira da Agroecologia além de participar do Festival, funciona todas as quintas-feiras, a partir das 8h, na Avenida Pelinca, em frente ao Quartel do Chopp.

— É de extrema importância esse trabalho que ajuda a fomentar a agricultura familiar dos quatro assentamentos, através das vendas de seus produtos sem agrotóxicos. Durante o Festival, a única tenda que não tem o horário estendido é a Agroecologia, funcionando das 8h às 14h, para manter a qualidade do produto — informou Simone.

O evento é uma parceria dos segmentos produtivos envolvidos, com o Artesanato, a Agricultura Familiar, a Culinária, com destaque para os diversos tipos de doces e as cooperativas de reciclagem, apoio da Prefeitura de Campos, através da Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca). Haverá ainda shows de variados gêneros.

O evento terá destaque também para as atividades no Museu Histórico, com o lançamento do Programa Aval Solidário, com créditos em condições especiais para a Economia Solidária, Palestra do Microcrédito, Plenária na sexta-feira (15) em comemoração ao Dia Nacional da Economia Solidária, além de diversas atrações musicais na praça, nos três dias.

Fonte: Campos24h

Saúde convoca beneficiários do Bolsa Família para pesagem

O Departamento de Nutrição da secretaria municipal de Saúde está fazendo a última chamada as famílias cadastradas no programa federal Bolsa Família que ainda não compareceram para pesagem após o mês de julho.

De acordo com a coordenadora do departamento, a nutricionista Carla Tripari, as famílias terão até o próximo dia 22 para se dirigirem a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) para atualização dos dados.

“No município, estamos acompanhando atualmente a cerca de 30 mil famílias cadastradas no programa. Estamos aguardando os cadastrados beneficiários com crianças de até 8 anos de idade e as famílias beneficiárias com gestantes”, ressaltou.

Na avaliação, os cadastrados devem levar o cartão do Bolsa Família, a caderneta de vacina da criança e a caderneta de gestante

Fonte: Ururau

Fiscalização do IMTT apreende van, carros de passeio e detém motoristas

O trabalho de fiscalização aconteceu na segunda e terça-feira

Uma nova fiscalização do Instituto Municipal de Trânsito e Transporte de Campos (IMTT), iniciada na segunda-feira (11) à noite, se estendendo até terça-feira (12), resultou na apreensão de uma Van, em Guarus, e um carro de lotada, na avenida XV de Novembro, no Centro. Além disso, dois motoristas que realizavam transporte irregular de passageiros foram detidos e depois liberados.

A van foi apreendida em frente ao Atacadão, em Guarus, na segunda-feira. O motorista do carro de lotada chegou a furar o bloqueio, mas foi alcançado pela polícia militar na avenida Presidente Vargas, na Pecuária. Além da PM, as fiscalizações do IMTT acontecem em parceria com a Guarda Civil Municipal (GCM) e o Departamento de Transportes Rodoviários do Rio de Janeiro (Detro-RJ).

De acordo com o presidente do IMTT, Renato Siqueira, os motoristas foram enquadrados no artigo 47 da Lei de Contravenções Penais (LCP), que prevê prisão de 15 dias a um mês e multa para quem exercer profissão ou atividade econômica, ou anunciar que a exerce, sem preencher as condições a que, por lei, está subordinado o seu exercício. Porém, ambos assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foram liberados.

Ainda segundo Renato Siqueira, o trabalho para reprimir o transporte irregular de passageiros em Campos terá continuidade. “As operações estão em sua terceira fase, que consiste exatamente em fazer o encaminhamento dos infratores à Delegacia de Polícia para registro da ocorrência. Consequentemente, os veículos que também são conduzidos à delegacia, são encaminhados para o Pátio Norte”, destacou.

Fonte: Campos24h

Anvisa aprova vacinação em farmácias

Regulamentação deve ser publicada no Diário Oficial nos próximos dias. Serviço já era regulamentado em estados como São Paulo e Minas Gerais e passa a valer para todo o país.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira (12) uma nova resolução que permite que qualquer estabelecimento de saúde faça vacinação, incluindo farmácias e drogarias. A regulamentação da medida deverá ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias.

A decisão foi tomada pela Diretoria Colegiada da instituição. Segundo nota publicada pela agência, “a norma dá ao setor mais clareza e segurança jurídica”. A fiscalização ficará a cargo das vigilâncias sanitárias das secretarias estaduais e municipais de saúde.

Ainda segundo a Anvisa, haverá uma identificação clara dos locais que oferecem a vacinação de acordo com os requisitos de qualidade e segurança exigidos.

A proposta passou por uma consulta pública, em maio deste ano. Na época, o texto submetido à consulta não mencionava as farmácias especificamente, mas abria a possibilidade ao não limitar o serviço de aplicação de vacinas às clínicas.

A nova regra estabelece como deve ser a estrutura física do estabelecimento que aplicará a vacina e determina que as vacinas que não estão contempladas pelo Programa Nacional de Vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS) somente poderão ser aplicadas mediante prescrição médica.

Veja alguns dos requisitos para os estabelecimentos que querem oferecer a vacinação:

  • Licenciamento e inscrição
  • Responsável técnico no local
  • Ter um profissional legalmente habilitado para o procedimento
  • Capacitação permanente dos profissionais
  • Ter instalações adequadas para atendimento e conservação das vacinas
  • Garantia dos procedimentos de transporte para preservar a qualidade das vacinas

O serviço já era regulamentado em alguns estados, como São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Minas Gerais, além da cidade de Brasília.

Fonte: G1

Fiscais da Vigilância apreendem 700 kg de carne clandestina no Farol

Além disso, dois açougues na praia de Farol de São Thomé também foram interditados na mesma operação sanitária

Fiscais da Defesa Agropecuária Estadual e da Vigilância Sanitária Municipal deflagraram na manhã desta terça-feira (11) a Operação Pharos, em Campos. O objetivo da operação foi fiscalizar o comércio de carne clandestina em açougues no Farol de São Thomé, litoral campista. Nesta época de final de ano, em função principalmente das férias escolares e recessos, ocorre aumento considerável do número de pessoas que frequentam o litoral, sendo imprescindível a intensificação da fiscalização higiênico-sanitária dos alimentos comercializados neste local.

Carne clandestina é toda aquela proveniente de abate clandestino, isto é, o abate de animais realizado sem autorização, sem fiscalização, em locais inadequados e sem nenhuma higiene. Somente é permitido o comércio de carne proveniente de matadouros legalizados e registrados no Serviço Oficial de Inspeção Sanitária (SIM, SIE ou SIF), garantindo que o alimento tenha passado por inspeção sanitária e não represente risco de transmissão de doenças aos consumidores. A comprovação de origem de toda carne comercializada deve ser atestada mediante apresentação da nota fiscal de compra, indicando o matadouro onde foi efetuado o abate.

Durante a operação foram autuados dois açougues, localizados na Av. Boa Vista, e apreendidos cerca de 700 Kg de alimentos impróprios ao consumo que serão destruídos ante o risco iminente ao consumo. Os autuados podem ainda sofrer sanções criminais.

A operação continuará durante todo o verão. Além dos açougues localizados no Farol de São Thomé, também serão fiscalizados todos os açougues da baixada campista.

Fonte: Campos24h