A eleição para a Câmara Federal e Assembleia Legislativa do Estado só acontece em outubro do próximo ano, mas já movimenta os bastidores da política em Campos e região. A edição de ontem da Folha da Manhã listou nomes ligados ao grupo do deputado federal Anthony Matheus (PR) e que deverão estar na disputa. A oposição também mostra suas fichas, apostando naqueles que poderão concorrer em 2014.

Revelado na campanha para prefeito de Campos ano passado, o empresário José Geraldo deve fechar chapa com seu colega (e presidente) do PRP, o jornalista  Fabrício Lírio, que formariam uma dobrada goitacá, respectivamente, à Assembleia Legislativa (Alerj) e Câmara Federal.

Fabrício Lírio diz que outros nomes do partido estão sendo estudados: “Mas, em princípio, a dobradinha será Zé Geraldo para estadual e eu para federal. Mas tudo ainda será muito debatido dentro do nosso partido”, diz.

Outros nomes da oposição são Nildo Cardoso (PMDB) — Vereador mais votado em 2012, é o nome eleitoralmente mais forte em Campos do partido do governador Sérgio Cabral e do seu pré-candidato a sucedê-lo, Luiz Fernando Pezão. A preferência do edil é pela Alerj, embora seja quase certo que o partido vá demandar candidato local também a deputado federal: “Esta muito cedo para falar em eleição, vamos analisar todas as opções”, afirmou o vereador peemedebista.

O Partido Verde de Campos deve vir com o advogado Andral Tavares Filho (PV), que é seu presidente. Andral deve concorrer mais uma vez à Alerj, até por necessidade da legenda, que ainda pode ter mais um candidato local a deputado estadual e outro a federal.
Do PC do B, a professora Odete Rocha vem desempenhando um bom papel nas últimas eleições em Campos: foi muito bem votada como vereadora em 2012, mas prejudicada pela nominata. A professora também deve concorrer novamente a uma vaga de deputada estadual.

Nome quase certo para deputado estadual, caso se reelegesse vereador em 2012, o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Campos, Nelson Nahim, agora pode preferir apoiar a pré-candidatura de Rafael Diniz (PPS). Caso Rafael Diniz consiga uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado, abriria a sua na Câmara Municipal de Campos ao irmão mais velho de Anthony Matheus. Os dois estão rompidos desde 2011.

Aluysio Abreu Barbosa e Suzy Monteiro

 

Fonte : Folha da Manhã


 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *