O Valor das Fibras na Alimentação

As fibras possuem propriedades que beneficiam o organismo e são excelentes fontes de energia. Estão presentes nos cereais, nozes, grãos, frutas e nos vegetais.

As fibras são indispensáveis  para  uma alimentação saudável.  Colaboram com a manutenção intestinal,  pois não são digeridas pelo organismo e são eliminadas nas fezes. O consumo diário previne a prisão de ventre. Estudos revelam que em países que o consumo de fibras é alto, há menor incidência de doenças como câncer de cólon, diverticulose, hemorróidas, cardiopatias, hérnia de hiato e diabetes. Especialistas indicam a ingestão de 25 a 30 g/dia de fibras associada a ingestão de 2 litros/dia de água e a prática de exercícios regulares para melhor manutenção da saúde.

Tipos de fibras:
Solúveis: São dissolvidas em água. Previnem a reabsorção do colesterol encontrado na bile, facilitando a eliminação de  colesterol. Ajudam no combate a doenças coronariana e dificultam a absorção de açúcares. Não possuem valor calórico ou energético e ajuda no combate à obesidade pois promovem a sensação de saciedade. São encontradas em feijão, lentilha, ervilha, aveia, maçã, laranja. Insolúveis: Não se dissolvem com a mastigação. Tem o papel de facilitar a digestão dos alimentos. Previnem a constipação por reter água no intestino. Aumentam o volume e a umidade das fezes. São eficazes no combate à prisão de ventre e na prevenção de doenças como câncer de cólon.  São encontradas no pão integral, arroz integral, aveia, farelo de trigo, cereais, nas cascas das frutas e nas hortaliças.
O café é um vilão? Quem tem pressão alta normalmente é instruído a evitar a cafeína.
MITO – Um dos mitos mais contados é com relação aos pacientes com pressão alta.  Normalmente são instruídos a evitar a cafeína. Os cardiologistas da Universidade da Califórnia em São Francisco concluíram que não existe nenhuma relação entre o aumento das doenças cardíacas e o consumo diário de café.

A cafeína estimula o funcionamento do organismo e a memória. O recomendável é até quatro xícaras por dia -500mg.

Azeite ajuda a diminuir o colesterol ruim?
VERDADE – Pesquisas do Instituto Superior de Sanidade (ISS), em Roma, revelaram que dois componentes do azeite de oliva melhoram o perfil de gordura no sangue, pois aumentam o nível de HDL (bom colesterol) e diminuem o de LDL (colesterol ruim). O azeite ajuda a controlar a pressão sanguínea e a formação de placas nas artérias.

– Porém, ao ser aquecido o azeite muda a sua saturação e passa a ter as mesmas propriedades das gorduras animais, causando malefícios à saúde. Por isso, ao fazer frituras, é preferível usar óleo vegetal.

Suco de berinjela é bom para baixar o colesterol ruim?
MITO – Ao contrário do azeite, não há nenhuma comprovação científica de que o suco ou a famosa água de berinjela tenha efeito sobre o colesterol. Mas temos comprovado que os hábitos saudáveis reduzem o colesterol ruim. Basta seguir uma dieta equilibrada, com poucas gorduras, e fazer exercícios regularmente.
Chocolate amargo traz benefícios para o coração?

VERDADE – Os flavonóides presentes na semente do cacau agem como um protetor cardiovascular. Diminuem a oxidação do colesterol ruim, ajudam a reduzir a pressão arterial e controlam a glicose no sangue. Além disso, o chocolate tem fenilalanina e tirosina, dois aminoácidos ligados ao bem-estar.

O chocolate amargo é o mais indicado por conter menos açúcar, mais massa de cacau, e por isso, maior presença de antioxidantes em sua composição.

Fonte: Bem Viver – Ano 5 – n° 43 – 2011.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *