.

O FPSO OSX-1, a primeira unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência de óleo e gás a integrar a frota da OSX, seguiu hoje do Rio de Janeiro rumo à locação de Waimea, na Bacia de Campos, onde iniciará o processo de produção do primeiro óleo de seu cliente âncora OGX.

O OSX-1 foi construído na Coréia e customizado em Cingapura, no estaleiro da Keppel, e a etapa final de testes concluída no Rio de Janeiro.

Com 271,75 metros de comprimento, tem capacidade de armazenamento de até 900 mil barris de petróleo.  “O FPSO OSX-1 produzirá o primeiro óleo de nossa cliente OGX, que vem realizando a maior campanha exploratória privada no Brasil. É um marco inaugural expressivo na história do Grupo EBX e temos muito orgulho de fazer parte dessa história”, afirmou Luiz Eduardo Guimarães Carneiro, diretor-presidente da OSX.

A OGX concluiu as operações de conexão do sistema de ancoragem ao primeiro poço produtor de Waimea, o OGX-26. Todas as linhas flexíveis foram conectadas e testadas, tanto na árvore de natal molhada, quanto na boia do turret. A boia foi posicionada na profundidade adequada para ser conectada ao FPSO OSX-1 quando o mesmo chegar à locação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *