A carteira de identidade vai ser modificada em todo o Brasil também para dificultar a falsificação.

Especialistas apontam: quanto mais vendas, maior é a possibilidade de ter um golpista entre os clientes. Com o número cada vez maior de pessoas praticando golpes, a nova carteira de identidade, que deve ser implantada num prazo de nove anos no Brasil, promete diminuir o índice de crimes como esses. Em Pernambuco, a primeira cidade a receber as novas carteiras será a Ilha de Itamaracá, no Grande Recife.

Segundo Eduardo Catão, presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) do Recife, o golpe mais comum está relacionado a documentos falsos. “Tem pessoas especializadas em dar golpe. Ficam planejando o golpe no comércio, nas empresas de forma geral. Então, nós temos que estar sempre atentos”, alertou.

Dentre os documentos, o mais falsificado é a carteira de identidade. “Segundo especialista em fraudes, 80% dos casos que envolvem essas fraudes no comércio são praticadas por pessoas que detêm nenhum conhecimento tecnológico alto e não possui habilidade muito grande nisso. Os crimes acontecem por conta da rapidez que esses documentos são analisados quando recepcionados por balconistas e operadores de caixa”, contou o delegado Rômulo Ayres, da Delegacia de Repressão ao Estelionato.

O cartão do registro de identificação civil vai ter diversos elementos de segurança: o papel vai ser substituído pelo plástico; a foto será impressa; o cartão terá chip e vai ser feito com base na identificação digital; e o número de dez dígitos, impresso em alto-relevo, vai ter validade em todo o território nacional. “Esse cartão é especial, a prova de água, com alta durabilidade, e permite que a foto seja a laser. Não é fácil falsificar, é custo alto. A carteira atual tem a falsificação facilitada”, concluiu Jandir Carneiro Leão, diretor do Instituto de Identificação Tavares Buril (IITB).

Cuidados
Existem alguns cuidados apontados que podem ajudar o comerciante a prevenir esse tipo de golpe. Confira, abaixo:

– Pedir outro documento, além da carteira de identidade.
– Solicitar o número de telefone residencial e checar a infomação no mesmo instante.
– Consultar ferramentas de prevenção a fraudes, como o site da CDL, que tem um cadastro de pessoas que tiveram os documentos roubados.
– Prestar muita atenção nos documentos fornecidos.

Fonte : CLD – Câmara de Dirigentes Lojisticas de Campos dos Goytacazes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *