. Prevenção e segurança já,  para evitar mais mortes.

Vejam só como são as coisas, justamente no dia da prevenção e segurança no trabalho um operário morre em acidente de trabalho no centro de Campos. Um acidente de trabalho vitimou um jovem de apenas 24 anos, Diogo de Souza Crisóstomo trabalhava como servente na obra do Central Park Shopping (Edifício Garagem), que está sendo construído no Centro de Campos, quando no início da tarde de ontem, foi atingido por um eixo máquina perfuratriz, que pesa 200 kg. Quando o  Corpo de Bombeiros chegou ao local, a vítima já estava sem vida e não nada mais por fazer.

Diogo sofreu esmagamento dos membros inferiores ao ser atingido na altura do quadril pelo eixo de sustentação do bate-estaca no momento em que subiu na plataforma da máquina perfuratriz. De acordo com informações do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil (Sticoncimo/RJ), os operários estavam fazendo trabalho de perfuração do solo, quando eixo teria despencado de uma altura de três metros.

De acordo com o  Presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil, José Eulálio, esta é a nona morte só este ano nos canteiros de obras de Campos. Só nos primeiros seis meses do ano foram 19 acidentes de trabalho na construção civil, enquanto que durante todo ano de 2010 foram 18 acidentes. Quantas pessoas ainda precisarão se acidentar ou pior morrer para que as empresas se conscientizem da necessidade de adotar medidas que assegurem a vida de seus colaboradores?

Se houve uma condição insegura, somente a perícia poderá dizer, apontando se ocorreu falha humana ou de mecânica, porém uma coisa é certa, se já ocorreram vários outros acidentes neste mesmo setor e este jovem não foi o 1° a ser tornar vítima fatal em canteiros de obras de nossa cidade, estes operários não estão trabalhando em um ambiente seguro.

Ressaltando que trabalho seguro e salubre é um dos direitos fundamentais garantidos aos trabalhadores na constituição, artigo 7° alínea XXII “redução dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de normas de saúde, higiene e segurança”. A questão é de interesse de TODOS, pois a falta de ambiente laboral seguro pode gerar perdas irreparáveis, como a vida desse jovem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *