.

Eles afirmam que as terras estão sendo invadidas pela empresa sem qualquer negociação, e reclamam do valor das indenizações. Agricultores e representantes de associações do 5º distrito de São João da Barra se reuniram, nesta sexta-feira (16), com o procurador do Ministério Público Federal de Campos, Eduardo Santos de Oliveira. Eles pediram atenção ao processo de desapropriação das terras na localidade, onde está planejada a construção do Distrito Industrial do Porto do Açu. Segundo os moradores, a desapropriação estaria sendo feita de forma abusiva. Na reunião, os moradores afirmaram que as terras estão sendo invadidas pela empresa responsável pela construção do porto sem qualquer negociação. Eles também se queixam da forma como as indenizações estão sendo pagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *