A assistente administrativa Karina Souza Deolindo, 27 anos, nem bem se mudou para o conjunto habitacional Morar Feliz do Parque Esplanada e já tem reclamações a fazer. Morando há menos de três meses no local, ela disse que está sendo obrigada a conviver com o esgoto a céu aberto na porta de casa, situada na Rua 2. O vazamento, acompanhado de mau cheiro, segundo a maioria das famílias, tem causado tanto incômodo quanto as altas contas de energia enviadas pela Ampla.
Desempregada, Carlita Rosa Rodrigues, 44 anos, foi uma das moradoras que disse ter levado um grande susto ao receber a conta no valor de R$ 307,47. “É a nossa primeira conta e não estamos entendendo esse valor absurdo. Tem morador aqui que vai ter que pagar R$ 800 e até R$ 1 mil de luz, tendo apenas uma geladeira em casa”, afirmou ela, destacando que, embora o bairro seja parque Esplanada, as contas estão sendo enviadas com endereço do parque Guarus.
A dona de casa Suelen Fiúza Silva, 28 anos, que tem cinco filhos e sobrevive do Bolsa Família, contou que esteve na Ampla para reclamar, mas as informações estariam desencontradas. “Tem gente que vai lá e eles dizem que têm que pagar essa primeira conta. Para outros falam para não pagar e agendam uma data de retorno. Eu, por exemplo, terei que voltar dia 25 de outubro”.
A pensionista Jandira Rodrigues de Souza, 78 anos, disse sentir falta da sua antiga casa na Ilha do Cunha. “Além da minha casa lá se melhor, não pagava água e luz e não convivia com esgoto. A gente liga para o 115, eles sugam os dejetos, mas depois entope de novo”.
Karina contou que o vazamento de esgoto começou em setembro, mas foi resolvido pela Águas do Paraíba. “Com o novo vazamento, fizemos contato com a empresa, mas disseram que têm 10 dias úteis para mandar uma equipe”.
A dona de casa Roseli da Silva Souza, 38 anos, contou que, desde que sua mãe se mudou para a nova casa, ela não estaria podendo dar descarga no banheiro. “Vaza tudo”.
A Folha tentou contato com a assessoria da concessionária Águas do Paraíba, mas não conseguiu. Já a Ampla informou que vai avaliar a fatura dos clientes do conjunto habitacional.

 

Fonte: Folha da Manhã .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *