Paralisação começou na última sexta-feira (21), por falta de pagamento.
Hospital está atendendo apenas casos de urgência.

Os médicos do Hospital Público de Itaocara, no Noroeste Fluminese do Rio, estão em greve desde a última sexta-feira (21) por falta de pagamento. De acordo com os funcionários do hospital cerca de 30 médicos estão sem receber seus salários desde fevereiro. Eles dizem ainda que só estão realizando atendimento de úrgência. Todas as cirurgias eletivas ou exames agendados estão cancelados, sem data programada para retorno.

A orientação feita aos pacientes que não estiverem em quadros urgentes é procurar a Secretaria Municipal de Saúde ou ir aos hospitais de Aperibé, Santo Antônio de Pádua e Cambuci. O hospital de Itaocara é o único público do município.

Em nota, a prefeitura informa que o motivo do atraso no pagamento é a não aprovação de suplementação de verbas que foi pedida à Câmara de Vereadores. É relatado ainda que a expectativa é que a suplementação seja aprovada e já na próxima quarta-feira (26) o pagamento seja liberado.

Essa paralisação não é novidade para os moradores de Itaocara, em novembro de 2013, a mesma situação aconteceu no hospital. Na época, depois de oito dias sem pagamento, os médicos do Hospital de Itaocara, entraram em greve. E, após isso, o Prefeitura se mobilizou para resolver a problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *