O Hemocentro Regional de Campos comemora o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue nesta sexta-feira (25), homenageando os doadores que durante todo o ano não mediram esforços em ajudar a salvar vidas. O evento terá início às 9h30, com entregas de medalhas aos três doadores mais frequentes em 2016 e as três instituições campeãs de captação externa para a Unidade de Coleta Móvel: Ong USI (São Fidélis), Óticas Diniz (Rio das Ostras) e Associação de Doadores de Sangue de Porciúncula.

Além de lanche especial e apresentação musical, a programação inclui ainda, uma explanação da diretora do hemocentro, Sandra Chalhub, sobre a importância do hemocentro para a saúde de Campos e região. “Incentivar as pessoas a praticarem a doação é um dos desafios de quem trabalha nesta área”, destaca o coordenador administrativo do hemocentro, Luciano Costa.

Há bastante tempo o banco de sangue de Campos vem sofrendo com a queda de doações voluntárias, ficando as exceções por conta de campanhas direcionadas, geralmente mobilizadas através das redes sociais. Nos últimos dias, por exemplo, a média tem sido de 30 doações por dia, quando o mínimo ideal seria de 70.

Costa diz ainda que o sangue, por ter prazo de validade curto – cinco dias para o concentrado de plaquetas e 35 dias para o concentrado de hemácias -, é muito importante que as doações aconteçam constantemente.

– Os componentes do sangue são usados para atendimentos de urgência, realização de cirurgias eletivas de grande porte e para o tratamento de pessoas com doenças crônicas, como doença falciforme e talassemia, e doenças oncológicas variadas que necessitam de transfusões frequentemente. Por isso é importante que as doações aconteçam regularmente ao longo do ano – ressalta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *