Você sabia que somente no período de 1 a 19 de agosto (19 dias) 1081   notícias de corrupção foram noticiadas pelos jornais Brasileiros? É de assustar!!!!

Corrupção é palavra de ordem nas notícias atualmente, porém esta história é antiga e infelizmente cheia de exemplos. A vantagem é que agora podemos falar abertamente sobre a questão, pois em muitos períodos, foi proibido falar e apurar a corrupção. A palavra corrupção expressa a oposição, a negação daqueles valores que consideramos, ou pelo menos deveríamos considerar como sustentáculos do bom andamento das relações intrapessoais e sociais, que são necessárias para a realização humana. O que leva a corrupção? Bem, as causas são praticamente inesgotáveis, pois envolvem problemas estruturais, sociais e pessoais.
No Brasil, é comum ver as pessoas atribuírem o problema da corrupção à “má índole do povo brasileiro” ou até mesmo à famosa “lei de Gerson”, segundo a qual deve-se sempre “levar vantagem em tudo”. O estudo “Corrupção na Política: Eleitor Vítima ou Cúmplice”, apresentado pelo Ibope em março deste ano, fez descobertas interessantes em relação a isso. A pesquisa, que ouviu mais de 2 mil eleitores em diversas regiões do país, mostrou que dois terços dos entrevistados já cometeram ou cometeriam atos ilícitos, como comprar produtos piratas ou subornar um guarda para livrar-se de uma multa. Outro dado alarmante: a maioria das pessoas disse aceitar que seus representantes cometam algum tipo de irregularidade, como contratar familiares e transformar viagens de negócio em lazer. Estamos caminhando a passos largos para chegar ao nível de corrupção vivida pelos INDIANOS. Como poderemos cobrar honestidade de nossos politícos se cada um não faz a sua parte, o exemplo tem que começar em cada um de nós.

A corrupção política deteriora as próprias estruturas da sociedade, uma vez que a política é a busca de soluções para os problemas sociais. A corrupção na política é aproveitar-se, apropriar-se do que é coletivo, em benefício próprio. A questão da corrupção pelo funcionalismo páblico é tratada pelo Código Penal Brasileiro.
O crime de corrupção passiva praticado por funcionário público:
Art. 317 – Solicitar ou receber, para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida, ou aceitar promessa de tal vantagem:
Pena – reclusão, de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa.
§ 1º – A pena é aumentada de um terço, se, em conseqüência da vantagem ou promessa, o funcionário retarda ou deixa de praticar qualquer ato de ofício ou o pratica infringindo dever funcional.
Ao crime de corrupção passiva, corresponde o crime de corrupção ativa, praticado pelo particular que oferece vantagem ao funcionário público para que atenda ao seu interesse pessoal. A Corrupção Ativa também esta definida pelo Constituição Brasileira.
Art. 333 – Oferecer ou prometer vantagem indevida a funcionário público, para determiná-lo a praticar, omitir ou retardar ato de ofício:
Pena – reclusão de 2 (dois) a 12 (doze) anos, e multa.
Parágrafo único – A pena é aumentada de um terço, se, em razão da vantagem ou promessa, o funcionário retarda ou omite ato de ofício, ou o pratica infringindo dever funcional.
No Brasil, corrupção está espalhada pelos diferentes setores e níveis da atividade política: no executivo, no legislativo e no judiciário, do nível federal ao nível municipal. Seus efeitos são altamente lesivos ao país, porque as somas desviadas para a corrupção deveriam ser empregadas em benefício do progresso e da melhoria de vida do povo brasileiro.
Nas últimas semanas temos acompanhado denúncias e mais denúncias contra o governo, mistérios de TURISMO, de TRANSPORTE, de AGRICULTURA (….). Ver tantos casos de desvios de conduta por parte dos políticos chega a dar a impressão de que vivemos no único ou no mais corrupto país do mundo. Mas estudos e pesquisas demonstram que o Brasil não é o único e muito menos o país mais corrupto que existe.
Infelizmente, embora a Imprensa não se omita em denunciar a corrupção, esse aspecto lamentável da vida de uma nação não despertou, ainda, a suficiente revolta dos cidadãos que obrigue a uma ação efetiva contra os corruptos.
Todo ano, a organização não–governamental Transparência Internacional divulga seu “ranking da corrupção”. A lista, que é reconhecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), mostra o Brasil na 62.ª posição entre aproximadamente 150 países.
A sociedade clama justiça, onde a maioria dos casos a impunidade torna-se aliada das empresas, das gangs, autoridades e maus funcionários, há quem diga que um terço do que se gasta nos governos se esvai pelos ralos da corrupção. Isto tudo é dinheiro coletivo que se perde, deixando de atender, com ele, uma grande quantidade de necessidades sociais.

Qual o tamanho do rombo?

  • 5% do PIB global são desviados por ano, isto é: 1,5 trilhão de dólares caem em mãos erradas.
  • No Brasil, essa proporção é de 0,5%: um montante de 10 bilhões de reais, mais que todo o orçamento previsto para a educação. Fontes: Bird e Economia Política da Corrupção, livro de Marcos Fernandes Gonçalves da Silva (Editora Senac, 2002)

Vale ressaltar que estes dados são somente uma projeção em 2002, ou seja, o rombo pode ser ainda maior. Para mudar este quadro, em primeiro lugar é preciso que cada um de nós, na sua vida cotidiana, atue de forma limpa, pensando nos outros, alertando todos que pudermos para os males da corrupção e a verdadeira função do político, trabalhando para que sejam eleitas pessoas dignas de exercer mandatos políticos, tornando-se um agente de mudança pelo fim da corrupção , esta semana a discussão na imprensa se deu ao fato da participação da igreja católica no pleito de 2012 , o bispo diocesano Dom Roberto Ferrería Paz  , o novo bispo de Campos dos Goytacazes trouxe em tela o “fisiologismo” na política Campista .

Fisiologismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre. Fisiologismo é um tipo de relação de poder político em que as ações políticas e decisões são tomadas em troca de favores[1], favorecimentos e outros benefícios a interesses individuais. É um fenômeno que ocorre freqüentemente em parlamentos, mas também no poder executivo, estreitamente associado à corrupção política. Os partidos políticos podem ser considerados fisiologistas quando apoiam qualquer governo independente da coerência entre as ideologias ou planos programáticos.

A Transparência Brasil, organização associada à Transparência Internacional, mantém um projeto chamado “Deu no Jornal”, que consiste em um banco de dados de notícias sobre corrupção e seu diretor executivo Cláudio Weber Abramo, explica que foram recolhidos noticiários sobre corrupção de 63 veículos diariamente, e o número de casos novos que aparece na imprensa é de 4,3 por dia”.
Isso quer dizer que a corrupção aumentou no Brasil? Eu não acredito que haja mais corrupção atualmente que tinha antes, o que esta acontecendo é que a corrupção esta mais visível. Os Brasileiro não podem continuar a aceitar tantos escândalos. Uma coisa é certa e todos concordam que a receita da corrupção no Brasil tem como ingrediente básico um Estado mal estruturado, emperrado pelo excesso de burocracia, cheio de falhas de gestão e brechas legais, que favorecem a prática do do “jeitinho”. Em suma: AO MEU VER A CORRUPÇÃO É O CÂNCER DA SOCIEDADE BRASILEIRA!!!!!!!

Uma Abraço. VISITE SEMPRE: http://fabriciolirio.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *