.

Todos os municípios do Estado do Rio de Janeiro poderão contar com eleições 100% digitais no pleito de 2012. Anovidade foi anunciada nesta quarta-feira (14/09), pelo presidente do Tribunal Eleitoral do Rio de Janeiro (TER-RJ), desembargador Luiz Zveiter. De acordo com Zveiter, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ricardo Lewandowski está comprometido com o desenvolvimento da ferramenta necessária para que o Estado possa ter Eleições 100% biométricas já em 2012. Aferramenta permitirá a transferência dos dados das pessoas já cadastradas biometricamente pelo Detran para o banco do TRE-RJ.

Antes de votar pelo sistema biométrico, cada cidadão precisará fazer o cadastramento de suas impressões digitais e da fotografia. Esse cadastro será feito a partir dos Tribunais Regionais Eleitorais, gradativamente, de forma que até 2017 os 130 milhões de eleitores brasileiros tenham registrado suas informações. O equipamento que registra os dados, chamado de KitBio, segue parâmetros de segurança estabelecidos pelo Federal Bureau of Investigation (FBI). O KitBio é formado por um leitor de impressões digitais, máquina fotográfica, mini estúdio e conjunto de flashes.

Em 2010, cerca quatro milhões de pessoas já utilizaram o sistema biométrico, o que corresponde a 3% do eleitorado do país.

O QUE MUDA: A mudança de fato acontecerá na redução de fraudes nas eleições. Segundo o TSE, os maiores problemas estão relacionados à identificação pessoal, que é feita somente a partir da carteira de identidade e do título de eleitor. Como a impressão digital é uma característica única para cada indivíduo, será praticamente anulada a chance de um eleitor se passar por outro. Outra vantagem é a unificação do banco de dados biométrico dos brasileiros. Atualmente os estados não compartilham os dados cadastrados em documentos civis, de forma que é possível tirar várias carteiras de identidade e títulos de eleitor, o que gera enorme impacto social na gestão pública.  Com o cadastramento dos eleitores através do KitBio, o Ministério da Justiça, em parceria com o Instituto Nacional de Identificação (INI) terão condições de comparar os dados e impedir novas fraudes.

VISITE SEMPRE: http://fabriciolirio.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *