Por João Noronha, em 16-10-2012 – 18h00

A cidade voltou a ser sacudida hoje, com denúncias de crime eleitoral.
Agora as acusações envolvem um candidato a vereador que prometeu emprego numa subsidiária federal, através de cursos técnicos com duração de dois anos e possibilidades de vale-refeição, vale-transporte e carteira assinada.
Em contrapartida, o candidato, segundo o grupo de estudantes que procurou a 145ª DP que encaminhou o caso à Polícia Federal, teria pedido cópias de documentos pessoais, inclusive titulo de eleitor durante visitação às escolas do município, e depois teria desaparecido.
A propósito: O candidato em questão não obteve a votação esperada, para chegar ao Legislativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *