O peemedebista contou que irá escolher esta semana o candidato que irá apoiar na disputa eleitoral de outubro

Mesmo completamente desmoralizado e tendo virado símbolo nacional da corrupção, o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) não apenas tem influência em Brasília, mas manda também no PMDB do Rio de Janeiro, onde muita gente há está nas mãos do deputado afastado do cargo denunciado por tercontas milionárias no exterior.

Segundo o jornal A Tribuna, de Niterói, em matéria assinada pelo jornalista Anderson carvalho, “tem dedo de Cunha na decisão do PMDB fluminense em preferir o prefeito de Itaboraí, Helil Cardozo (PMDB)”, candidato à reeleição, ao invés do deputado federal Altineu Cortes (PMDB), que pleiteava disputar também a prefeitura.

Cortes revelou ter recebido um pedido do presidente regional do partido, deputado estadual Jorge Picciani (PMDB), para abrir mão de sua pré-candidatura por conta de uma pressão de Cunha, que estaria por trás da solicitação.

“Picciani me chamou e pediu para desistir de disputar esse ano. Houve uma pressão de Cunha no partido para que o Helil tentasse a reeleição. Cunha é padrinho político dele. É uma vaidade pessoal de Cunha, o mesmo defeito do prefeito, que não tem a mínima condição de governar”, disse o deputado.

“Helil tem muita rejeição na cidade, sendo um dos mais rejeitados do Estado. Fiquei muito chateado, respeitarei a decisão do PMDB, porque Picciani me ajudou a voltar ao PMDB. Mas serei um adversário do prefeito nesta eleição. Por isso, estou muito animado”, afirmou Altineu Cortes.

Cortes vai disputar a prefeitura pela segunda vez. A primeira foi em 2012, quando era filiado ao PR e ficou em segundo lugar, com 37.660 votos. Helil venceu com 38.917.

O peemedebista contou que irá escolher esta semana o candidato que irá apoiar na disputa eleitoral de outubro. “Estou me reunindo com meu grupo e analisar os demais candidatos e suas propostas. De alguma forma apoiarei o Helil. Vou fazer oposição a ele”, declarou.

 

candidatos e suas propostas. De forma alguma apoiarei o Helil. Continuarei fazendo oposição”, declarou o parlamentar.

Os demais pré-candidatos a prefeito são os ex-prefeitos Sérgio Soares (PSDB) e Cosme Salles (PROS), o deputado estadual Sadinoel Gomes (PMB) e o advogado Alessandro Fricks (PT do B).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *