Duplicação da BR é avaliada em pesquisa

Agentes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), com apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), abordaram nos últimos três dias motoristas na BR 356, entre Campos e São João da Barra, para a elaboração de estudos de Viabilidade Técnico, Econômica e Ambiental (EVTEA), e, entre outros pontos abordados, esteve a possibilidade de futura duplicação da rodovia. No entanto, o superintendente do Dnit no Rio de Janeiro, Fábio Moulin Rocha, alerta que não é possível afirmar nenhuma ação antes da conclusão dos estudos. A duplicação da BR, devido à construção do Porto do Açu e consequente aumento do tráfego de veículos pesados, já chegou a ser solicitada pela Câmara de Vereadores de SJB.

Segundo o superintendente do Dnit, o consórcio Prosul é o responsável pela elaboração dos estudos. Nos últimos dias, agentes fizeram a contagem de tráfego para pesquisas de origem/destino de cargas, com o apoio do PRF. Contestado se a duplicação seria dos itens principais do estudo, Fábio Moulin disse que só pode se posicionar após a análise dos dados. “Esses estudos são levantamentos de parâmetros que irão indicar o que a Rodovia vai precisar. É impossível afirmar qualquer coisa antes da conclusão do levantamento e análise dos dados de estudos”, disse o engenheiro e superintendente do Dnit.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *