Ceilda oferece dez opções de refeições feitas com ingredientes saudáveis, como arroz integral e legumes
Com a inflação crescente, Ceilda de Souza, de 57 anos, começou a sentir o orçamento apertado. Viúva, a moradora de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio, que tem um apartamento financiado, percebeu que precisava complementar o valor da pensão e criou a “Projeto Fit da Cê”, uma microempresa de marmitas com comida saudável. A inspiração veio de casa: Ceilda sempre cozinhou para as duas filhas, Joana, de 35 anos, e Juliana, de 28, que faziam dietas.— A mais velha precisava emagrecer 15 quilos e frequentava a academia. Eu fazia a marmita todos os dias. Então, pensei uma comida “fit” (contração de fitness, que, em tradução livre, quer dizer boa forma), que não é diet. É mais saudável — explicou a microempresária.

O sucesso no trabalho da filha Joana foi imediato.

— Eles diziam: “Pede à sua mãe para fazer para mim”. Foi aí que minha filha disse: “Mãe, vamos começar a vender”. Ela pôs o anúncio na internet e bombou.

As vendas, que começaram em agosto deste ano, foram tão boas que, em apenas três meses, Ceilda conseguiu usar parte do lucro para comprar à vista um freezer por R$ 2 mil, para armazenar as refeições dos clientes.

— Eu faço entregas aos sábados e às segundas-feiras. Tem gente que compra comida para uma semana e tem gente que leva para um mês inteiro. Eu vendo, em média, de 200 a 300 marmitas por semana — disse.

 

Ceilda também vende sopas e sucos detox
Ceilda também vende sopas e sucos detox Foto: Thiago Freitas / Extra

 

As encomendas são entregues em embalagens descartáveis, que vão do freezer para o micro-ondas. A menor, de 270 gramas, custa R$ 8, e a maior, de 370 gramas, sai por R$ 10. O cliente pode escolher entre dez opções de refeições.

— Tenho de arroz integral sete grãos, brócolis e iscas de frango grelhado; patinho, arroz e purê de cenoura; macarrão integral, com abobrinha e iscas de frango… — citou.

O “Projeto Fit da Cê” recebe encomendas pelo Facebook (www.facebook.com/projetofitdace). As entregas são feitas em São Gonçalo e Niterói, mas Ceilda já planeja expandir o serviço delivery.
Fonte: Extra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *