As prefeitas de Quissamã, Fátima Pacheco (PTN), e de Carapebus, Christiane Cordeiro (PSC), que foram diplomadas nesta quinta-feira (15), terão que se desdobrar para enfrentar a crise que assola os dois municípios, diante da brutal queda dos repasses dos royalties do petróleo e outras fontes de receita.

Em Quissamã, a prefeita admite que a demanda de serviços tem sido cada vez maior, a população cresceu vertiginosamente e há recursos de menos. Em 2013, o Orçamento de Quissamã era de R$ 240 milhões. Hoje, não passa de R$ 165 milhões.

Em Carapebus, há também espaço para lamentações. A prefeita Christiane Cordeiro, segundo assessores, vai se deparar com uma prefeitura “sucateada onde impera o caos deixado pelo ex-prefeito Amaro Fernandes. Nos últimos dias, a prefeitura tem requisitado veículos emprestados da vizinha Quissamã para transportar doentes para serem atendidos em hospitais de Campos.

As duas prefeitas com seus respectivos vices foram diplomadas no Forum da Comarca Quissamã/Carapebus, no bairro Piteiras, em Quissamã.

Às 9h, Fátima e o vice Marcelo Batista (PMDB), foram diplomados em  solenidade presidida pela juíza Márcia Regina Sales Souza, da 255ª Zona Eleitoral.

Receberam ainda os diplomas os vereadores Luciano Pessanha (PRB), Léo da Sis (PMB), José Borba (PMDB), Alexandra Moreira (PSC), Xande Moreno (PSDB), Luiz de Acil (SD), Marquinho de Marikita (DEM), Calico (PRB) e Chiquinho Arué (PSDB).

Ex-vereadora por dois mandatos e assistente social por formação, Fátima venceu o pleito de 2 de outubro com 6.679 votos, correspondente a 46,03% do total, se tornando a primeira mulher a comandar o Executivo da cidade do Norte Fluminense.

“Nosso compromisso prioritário é trabalhar pelo desenvolvimento de nosso município, melhorando a vida das pessoas. Vamos estreitar os laços entre o poder público e a comunidade para juntos encontrarmos as melhores alternativas na busca por uma cidade mais justa”, destacou Fátima Pacheco.

CORTE NOS GASTOS – A mesma juíza presidiu a cerimonia de diplomação da servidora estadual Christiane Cordeiro, proclamada eleita juntamente com a vice Marinete Possidônio, professora da rede estadual de ensino. A prefeita tem como principal meta cortar gastos em cargos comissionados, entre outros ajustes.

Os vereadores diplomados foram     Deuti (PSDC), Tânia Maria Cabral(PSB), Marquinhos Pacato (PMDB), Anselmo Prata Vicente (PSDB), Marcelo Borges Martins (PP), Maicon (Véio) Freitas Pimentel (PSD), Tuti (PDT), Dandinho (PP) e Wagner Melo Ferrreira (PT do B).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *