Investimentos fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento.
Recursos vão para o DF, MS, PB, RN TO, MA e GO.

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta quinta-feira (13) R$ 3,8 bilhões em investimentos na área de mobilidade urbana. Os recursos, que fazem parte do Programa de Aceleração do Crescimento, serão destinados a sete unidades da federação. Do total, R$ 2,2 bilhões virão do Orçamento Geral da União (OGU) e o restante virá de financiamentos público com juros subsidiados.

Os estados contemplados serão: Paraíba, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Tocantins, Maranhão e Goiás, além do Distrito Federal.

Os investimentos anunciados hoje por Dilma fazem parte dos R$ 143 bilhões já previstos para o PAC Mobilidade Urbana.

Em evento no Palácio do Planalto, onde anunciou os recursos, a presidente Dilma Rousseff criticou a ausência de investimentos em metrôs durante as décadas de 80 e 90. “Como nós temos um atraso histórico – atraso que não é culpa dos agentes que hoje dirigem o Brasil – mas tem essa herança que recebemos. Temos que correr atrás do tempo. Vamos ter de diminuir essa defasagem que existe entre a necessidade da população e os investimentos”, disse.

Dilma afirmou ainda que é necessário evitar que o “atraso” em mobilidade urbana se repita em cidades médias.

“Constatar que estamos atrasados não é para a gente ficar criticando o passado. É para a gente perceber que nós temos de dar conta para que no futuro não digam isso das cidades médias”, sustentou.

Investimentos por estado
O governo do Distrito Federal receberá R$ 1,590 bilhão para as obras do BRT Eixo Norte e metrô, aquisição trens para o metrô e VLT e apoio a cinco estudos e projetos do metrô, BRT e VLT.

A prefeitura de Goiânia receberá R$ 535,4 milhões para as obras do BRT Norte e Sul e seis corredores de ônibus e R$ 10,01 milhões para apoio aos projetos de 19 corredores e quatro terminais para transporte coletivo.

No Rio Grande do Norte serão mais de R$ 300 milhões para o BRT de Natal e a construção de um VLT.

O estado do Maranhão terá disponível um total de R$ 245,1 milhões para obras. O estado de Tocantins receberá investimentos de R$ 466,1 milhões para obras de BRT, corredores e terminais de ônibus, além da implantação de sistema de informações de transporte publico.

Para o estado de Mato Grosso do Sul, o Governo Federal disponibilizou R$ 72,8 milhões do Pacto da Mobilidade Urbana para elaboração de projetos e aquisição de equipamentos.

A Paraíba receberá investimentos de R$ 566,8 milhões para obras do VLT Metropolitano, implantação de novas vias, corredores de ônibus e binário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *