Em dia de operação da concessionária para coibir furto de água, presidente de partido anuncia ações judiciais e diz que as maiores vítimas da concessionária são moradores de condomínios

GEDSC DIGITAL CAMERAResponsável pelo fornecimento de água e coleta e tratamento de esgoto em Campos, a concessionária Águas do Paraíba é considerada a que mais causou problemas ao consumidor, segundo dados oficiais do Procon. Em vez de anunciar ações para diminuir o alto índice de insatisfação, a concessionária faz nesta manhã uma operação para coibir “gatos”( supostos furtos de água).

Enquanto isso, consumidores tentam na Justiça reverter algumas cobranças que são consideradas abusivas. Em entrevista nesta segunda-feira(14) ao Campos 24 Horas, o presidente do diretório municipal do Partido Republicano Progressista(PRP), Fabrício Lírio, estima que cerca de 80 ações já foram ajuizadas nos últimos meses contra a concessionária Água do Paraíba por cobrança de valores que são incompatíveis com a realidade dos consumidores do município, sobretudo nos condomínios.

Segundo ele,o departamento jurídico do seu partido dá suporte a diversos condomínios, cujos moradores se mostram indignados pelos valores pagos à concessionária Águas do Paraíba.

“Estamos vendo cobranças que milhares de pessoas não podem suportar. Chegou a hora de sair em defesa da população que paga valores abusivos nas contas de água e esgoto. É preciso que ocorra uma mudança no parâmetro de cobrança da concessionária. Ela também cobra o mesmo valor pelo serviço de esgoto. É salutar que ocorra on tratamento do esgoto. Mas, sabemos que isso não ocorre. Basta verificar uma lingua preta que existe no Paraíba, nas proximidades da ponte da Lapa”, disse Fabrício Lírio, que citou ainda o caso de microempresários que também são vítimas de cobranças altíssimas quando pedem uma ligação de água e esgoto.
“A concessionária chega a cobrar cerca de R$ 3 mil a microempresários por uma ligação. É preciso dar um basta nestas cobranças”, destacou

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *