Após polêmica, debate técnico

Sessão de ontem girou em torno de programa da Prefeitura

Depois do desabafo do vereador Marcos Bacellar (PDT) a respeito operação Telhado de Vidro realizado na sessão da última terça-feira, ontem os debates na Câmara de Campos foram mais técnicos.
O destaque da sessão ficou por conta do requerimento por conta do requerimento formulado pelo vereador da oposição Rogério Matoso. Ele cobrou informações sobre o contrato celebrado entre a Prefeitura de Campos e a administradora do Cartão Vale Card. “Há indícios de que o contrato da Prefeitura com a empresa terceirizada a Vale Card é um contrato leonino. Só beneficia a Vale Card. Recebemos inúmeras reclamações dos comerciantes das taxas abusivas que lhes são impostas pela administradora. O que se sabe é que mensalmente a Prefeitura injeta cerca de R$ 2,5 milhões à empresa e que esta segura por mais de 45 dias o dinheiro sem repassar ao comerciante. E quando o faz ainda cobrar várias taxas abusivas ao comerciante local. Existem ainda denúncias mais graves que estamos apurando e no tempo certo falaremos”, disse Rogério Matoso. O líder do governo vereador Jorge Magal fez então uma proposta da retirada do requerimento da pauta. Em troca, se comprometeu a entregar em 15 dias a cópia do contrato existente entre a prefeitura e a empresa Vale Card. Indagado do porquê de ter aceitado retirar o requerimento, Rogério Matoso falou: “ Aguardarei por 15 dias a documentação ou entrarei na Justiça”. Também sobre o assunto o presidente do Legislativo, Nelson Nahim confirmou as reclamações que recebeu enquanto esteve à frente da Prefeitura. “Havia sim muitas reclamações.O projeto é bonito, beneficia a muitos, mas as informações precisam vir à luz”, frisou o presidente da Câmara. (L.P.)

Fonte: Folha da Manhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *