Mulher processa morto atropelado por trem.

A corte de Chicago, nos Estados Unidos, resolveu aceitar um processo movido contra um morto. Parece piada, mas não é. O caso bizarro teve início em 2008, quando o adolescente Hiroyuki Joho, de 18 anos, morreu atropelado por um trem numa estação da cidade norte-americana e seus restos mortais voaram longe e atingiram Gayane Zokhrabov, de 58 anos.

A mulher foi atirada ao chão, quebrou um punho e uma perna e ficou ferida no ombro. Apesar da morte instantânea do rapaz, Zokhrabov abriu processo contra ele por causa dos machucados que sofreu.  Um juiz do condado de Cook desconsiderou o processo, mas o tribunal de apelação discordou da decisão e informou ter motivos razoáveis para processar Joho.

“É o mesmo que uma pessoa se ferisse se o maquinista pisasse no freio com tudo. Se você faz algo tão estúpido quanto este rapaz fez, você precisa ser responsável pelas consequências”, diz a advogada de Zokhrabov, Leslie Rosen. VISITE SEMPRE: http://fabriciolirio.com.br/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *