Os corpos dos brasileiros que morreram no acidente aéreo da última terça-feira (29/11) na Colômbia devem chegar a Chapecó na manhã de sábado (03/11). O itinerário do vôo que vai transportar as vítimas da tragédia foi divulgado nesta quinta-feira (1º/11) pelo Ministério das Relações Exteriores.

A decolagem de Medellín foi prevista para esta sexta-feira (02/11), às 19h, pelo horário de Brasília, com o avião voando por quatro horas e meia até Manaus, com parada técnica para abastecimento, até seguir por mais seis horas até a cidade catarinense, com duração total de 12 horas, contando com o tempo de parada para abastecimento. Assim, a previsão é de que a aeronave pouse no aeroporto de Chapecó às 7h da manhã de sábado.

Segundo confirmou hoje o Palácio do Planalto, o presidente da República Michel Temer vai acompanhar a chegada dos corpos das vítimas. Ele deve participar de uma cerimônia no aeroporto da cidade catarinense, mas não irá ao velório coletivo na Arena Condá.

O velório do centroavante campista Bruno Rangel, de 34 anos, será realizado na Câmara de Vereadores do Município. A previsão era de que pudesse ocorrer já nesta sexta-feira ou no máximo no sábado, mas com as novas informações e todos os procedimentos impostos, além principalmente do velório coletivo no estádio do clube catarinense, o velório no foyer da Câmara dos Vereadores, deverá ocorrer no domingo (04/11).

Segundo o presidente da Casa de Leis, Edson Batista a família do atleta teve o entendimento da realização do cerimônia na Câmara Municipal que deve receber uma grande legião de fãs, amigos e familiares do atleta, maior artilheiro do clube, com 81 gols marcados. Na sessão ordinária realizada na plenária nesta quarta-feira (30/11), foi aprovado o “voto de profundo pesar” pelo falecimento do jogador proposto pelo vereador Jorge Magal (PSD), aprovado por unanimidade.

CORTEJO EM CAMPOS

A Guarda Civil Municipal já preparou a logística para receber o corpo do atacante campista da Chapecoense, Bruno Rangel, morto no acidente aéreo na madrugada de terça-feira (03/12), na Colômbia. Serão em torno de 300 guardas envolvidos na operação e 12 viaturas. A previsão é que o corpo do jogador chegue neste fim de semana. Depois, segue para a sede da Câmara Municipal, onde o jogador já foi homenageado. O enterro será no Cemitério Campo da Paz.

De acordo com o comandante da Guarda, Carlos Augusto Leão, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros Militar e o Exército também participarão do cortejo fúnebre do aeroporto até a Câmara Municipal, onde será o velório. O corpo de Bruno irá para o prédio do Poder Legislativo em uma viatura do Corpo de Bombeiros. Já até o Campo da Paz, o caixão com o corpo do jogador irá num caminhão do Exército. Nos dois percursos sempre haverá batedores.

“Estamos com a logística 99% pronta. O que falta na verdade é só a confirmação do horário da chegada do corpo”, disse o comandante da Guarda. Além disso, a GCM está preparando uma homenagem ao maior ídolo da história da Chapecoense. O atacante campista também deverá receber homenagens do Exército.

Bruno Rangel, 35 anos, começou sua carreira no Goytacaz, tendo passado também pelo Americano e outros clubes, antes de ser contrato pela Chapecoense, onde se tornou ídolo e artilheiro. No total, foram seis feridos e 71 mortos no acidente que levava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *