Conheça 10 alimentos que parecem saudáveis, mas sabotam sua dieta

A busca pelo corpo perfeito faz algumas pessoas passarem do limite na alimentação. Muitos buscam o “alimento perfeito”, mas o ingerindo com exagero ou mesmo sem orientação profissional podem ter o efeito oposto do desejado. OR7 entrevistou as nutricionistas Ana Gonçalves, coordenadora dos cursos de nutrição e gastronomia do IBMR (Instituto Brasileiro de Medicina e Reabilitação), e Helena Sobral, especialista do Hospital Amparo Maternal, da Associação Congregação de Santa Catarina, que desvendaram os mitos de alguns alimentos que podem estar destruindo a sua dieta

Barrinha de cereais 

A barrinha de cereais é uma das grandes aliadas da dieta. Muitas pessoas consomem o produto entre as refeições para não ficar sem comer e tentar respeitar a ingestão de comida de três em três horas. Porém, de acordo com Ana Gonçalves, ela é rica em fibras e o excesso pode causar prisão de ventre.

— Precisa aumentar o consumo de água para ter o bom funcionamento intestinal. Mas tem uma quantidade enorme de barrinhas supercalóricas, e as pessoas acabam exagerando, principalmente as com chocolate. As barrinhas possuem muito açúcar. Há barrinhas de 60 calorias a 500 calorias. O ideal é não passar de 100 calorias.

Para Helena Sobral, o indicado é que se escolha a barrinha integral, rica em aveia, que é uma fonte de nutrientes.

— Reduz colesterol e previne doenças do coração. O mais interessante são as que possuem açúcar mascavo na composição. A barrinha não deve ser a primeira opção de lanches entre as refeições. Tudo que é industrializado não é o mais indicado, uma fruta ou um suco são melhores opções.

Barrinha de cereais 

A barrinha de cereais é uma das grandes aliadas da dieta. Muitas pessoas consomem o produto entre as refeições para não ficar sem comer e tentar respeitar a ingestão de comida de três em três horas. Porém, de acordo com Ana Gonçalves, ela é rica em fibras e o excesso pode causar prisão de ventre.

— Precisa aumentar o consumo de água para ter o bom funcionamento intestinal. Mas tem uma quantidade enorme de barrinhas supercalóricas, e as pessoas acabam exagerando, principalmente as com chocolate. As barrinhas possuem muito açúcar. Há barrinhas de 60 calorias a 500 calorias. O ideal é não passar de 100 calorias.

Para Helena Sobral, o indicado é que se escolha a barrinha integral, rica em aveia, que é uma fonte de nutrientes.

— Reduz colesterol e previne doenças do coração. O mais interessante são as que possuem açúcar mascavo na composição. A barrinha não deve ser a primeira opção de lanches entre as refeições. Tudo que é industrializado não é o mais indicado, uma fruta ou um suco são melhores opções.

Bolacha cream cracker 

A maioria das pessoas que querem emagrecer trocam as calorias do pão pela bolacha cream cracker pensando que vão emagrecer. Mas, segundo Helena, cerca de quatro ou cinco bolachas já possuem as mesmas calorias que o pão branco.

— O ideal é substituir pelo pão integral, porque poucas bolachas já possuem a mesma quantidade de calorias do pão. As pessoas acabam comendo mais bolachas, porque elas dão menos saciedade, e o efeito é o contrário do desejado.

Ana Gonçalves afirma que cada bolacha possui 30 calorias.

Frutas secas 

Ana explica que as frutas secas que encontramos no mercado só têm retirada a água.

— A fruta seca não tem menos calorias do que a normal. Na verdade, ela tem a concentração de calorias e açúcar. Os nutrientes são mantidos, mas o açúcar e as calorias continuam os mesmos. A fruta é muito melhor, porque tem a água. Um saquinho de 30 g de frutas secas tem 150 calorias.

Helena acrescenta que, devido ao processo de secagem, as frutas secas podem perder vitaminas, como a vitamina C e betacaroteno.

— Frutas secas têm muita fibra e carboidratos e pouca gordura. Porém, as frutas secas são caloricamente mais densas do que as frescas. A porção recomendada de consumo de frutas secas é a metade da porção para as frutas normais.

Refrigerante light e zero 

Esse tipo de refrigerante é um dos principais vilões, segundo as especialistas. As pessoas acreditam que, por ter menos calorias e açúcares, podem consumir em maior quantidade. Ana explica que não possuem valor nutritivo, além do excesso de sódio.

— Apesar de terem menos açúcar e menos calorias, elas contêm altas doses de corantes, adoçantes, e podem provocar diversas doenças, como os problemas cardíacos, diabetes e problemas renais, além do excesso de gás, que estende o estômago.

Além disso, Helena diz que os refrigerantes diminuem a absorção de cálcio e do ferro na alimentação

Iogurte 

De acordo com Ana Gonçalves, o iogurte é um alimento muito bom, porque tem lactobacilos, mas a especialista recomenda tomar o desnatado. Segundo ela, os demais produtos são fontes de gordura.

— Eles colocam frutas e açúcar para dar o sabor, e isso acrescenta calorias. Ele é supersaudável, ajuda na digestão, mas é preciso ficar atento à gordura.

Helena acredita que o iogurte é uma boa opção entre o café da manhã e o almoço, e até mesmo durante e a tarde.

— Só não indico tomar o iogurte logo após a alimentação principal, pois, como ele tem leite, o cálcio prejudica a absorção de ferro da refeição.

Requeijão 

Uma boa alternativa para substituir as margarinas e a manteiga, o requeijão tem teor elevado de proteínas e cálcio, mas também possui muito sódio e pode elevar a pressão arterial. Segundo Ana Gonçalves, o produto é feito com leite lavado, e tem muito sódio, para que ele possa ser conservado.

— Por causa disso, a pessoa retém mais líquidos. O requeijão light do mercado tem 20% a menos de calorias. O ideal é consumir um requeijão que tenha menos sódio.

Granola 

O mix de cereais, frutas secas e castanhas leva fibras e vitaminas que dão saciedade e energia, além de ajudar na digestão, mas também contém açúcar, explica a nutricionista Ana.

— Ela tem umas 210, 220 calorias numa porção de 100 g. Então, é preciso ficar atento à quantidade. Ela é ótima, boa fonte de fibras, mas contém açúcar e carboidratos.

Açaí 

A fruta faz sucesso entre os praticantes de exercício e é uma boa pedida para se refrescar num dia quente. Apesar de ser rico em nutrientes, o açaí é extremamente calórico. Os complementos na hora de consumi-lo também costumam tornar ainda mais calórica a fruta, como explica Ana Gonçalves.

— O grande vilão do açaí são os acompanhamentos. Leite condensado, granola, guaraná, banana, castanha, entre outros. O açaí é uma ótima fruta, uma tigela só com açaí tem cerca de 60 calorias, mas um prato com todos esses acompanhamentos pode chegar até a 700.

Helena ainda diz que a fruta dá sensação de saciedade e tem função antioxidante. Segundo a especialista, também possui ômega 6 e 9, que combate o colesterol ruim.

— Pra quem está em dieta, é preciso ficar de olho na quantidade, não indico comer muito.

Comida japonesa 

Muita gente acha que a comida japonesa é extremamente saudável e livre de gorduras, mas a gente nem percebe que o excesso de arroz e a quantidade de fritura podem estar sabotando a alimentação. Os peixes crus são saudáveis, possuem proteínas e outras substâncias, mas é preciso ficar atento à quantidade dos demais alimentos, como explica Ana Gonçalves.

— Os peixes e vegetais são saudáveis, mas vem com ele uma quantidade enorme de carboidratos. Além do sódio do shoyo. O peixe é ótimo para o organismo, mas os agregados se tornam um perigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *