Os direitos políticos cassados da prefeita Rosinha Garotinho (PR) por decisão do plenário do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) está oficializada no Diário da Justiça desta quarta-feira (26). Segundo a assessoria de imprensa do TRE, Rosinha e o seu vice, Dr. Chicão (PR), estão fora do comando do município e sem os direitos políticos até 2020. Ainda de acordo com o TRE, caso não seja concedida uma liminar pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a cassação já é fato. Nesse caso, o presidente da Câmara, Edson Batista, assume a prefeitura.
Desde que tomou posse, em 2009, esta é a quarta vez que a prefeita Rosinha é cassada pela Justiça.
A Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) é referente às eleições de 2012 e cita os crimes de abuso de poder político e econômico, uso indevido de meios de comunicação e propaganda eleitoral irregular.  Um dos motivos do processo é a contratação de milhares de servidores temporários, sem concurso público, pelo Regime Especial de Direito Administrativo (Reda).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *