A campeã mundial de Jump Rope, a húngara-brasileira Vivien Vadja, 22 anos, é a principal atração da solenidade de abertura dos Jogos Estudantis de Campos (JECs), nesta sexta-feira, às 17h, no ginásio do Instituto Federal Fluminense, campus, Centro. Com 14 títulos mundiais, Vivien é considerada a maior referência feminina do esporte. Em julho, ela ganhou três medalhas de ouro, em Orlando, no Mundial de Jump Rope.

Vivien começou no esporte, na modalidade de patins no gelo, seguindo os passos do pai, o húngaro Laslo Vajda, técnico da Seleção da Hungria e campeão no país. Mas aos 10 anos, a atleta se apaixonou pelo Jump Rope, conhecido no Brasil como Salto com Corda. Desde então vem conquistando medalhas e encantando o público com suas apresentações, que tem a coreografia elaborada pela mãe, a brasileira Elisângela Vajda. Nascida em Szombathely, na Hungria, hoje mora em Rio das Ostras.

A atleta se apresentou na abertura de jogos nas Olimpíadas do Rio, e de Londres, em 2012. A campeã ministra workshops em vários países.

— No dia 16 de outubro, ela à Bélgica dar um curso, que já tem 2 mil pessoas inscritas. Em dezembro, embarca para a Rússia e, no início de fevereiro de 2018, estará na China. Hoje, um dos maiores projetos de Vivien é popularizar e incentivar a prática do Jump Rope, no Brasil.

O sucesso da húngara-brasileira é fruto de uma rotina intensa de treino. Por dia, são no mínimo três horas, sempre sob a supervisão dos pais. O Jump Rose é muito conhecido na Europa, Estados Unidos e China.

Fonte: Folha da Manhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *