denuncia hfm bb

Na cidade que vendeu, pela terceira vez o futuro e anunciou Carnaval em agosto, um bebê de dois meses cumpriu uma verdadeira via crucis, no último domingo, na busca por atendimento. A denúncia foi feita por um funcionário da área de saúde. Segundo ele, a criança deixou o HGG porque precisava de vaga no CTI. Daí, a ambulância partiu para um hospital particular, que não atendeu.

Depois, eles seguiram para o HFM, onde tiveram que subir pela escada, levando a criança em estado grave, aparelhos e oxigênio nos braços pela escada porque o elevador estava (de novo) quebrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *