No dia 1º de dezembro, Dia Mundial de Luta Contra à Aids, a Associação Irmãos da Solidariedade, única casa de apoio do estado do Rio, promove um dia inteiro de estudos, reflexão e mobilização de combate ao vírus HIV. Das 8h às 18h, na Faculdade de Medicina (FMC), acontece o Simpósio “Sob um olhar interdisciplinar”. Para finalizar, a partir daí, será realizado na Avenida 28 de Março, em frente à Faculdade Estácio de Sá, um grande e movimentado apitaço, com distribuição de panfletos, preservativos, além de teste rápido de Aids.

A presidente da entidade, Fátima Castro, explica que, embora a sociedade tenha parado mais de falar sobre a doença, ela é uma das que mais afeta o brasileiro, uma doença considerada controlável, mais ainda grave. “A coisa é tão séria que estatísticas mostram que a cada ano cerca de 5 mil brasileiros se infectam. A verdade é que nós paramos de educar as novas gerações em relação a Aids e, por isso, os números chegam a este ponto”, acrescenta Fátima Castro.

Os maiores especialistas de Campos e região estarão reunidos neste simpósio, além de diferentes autoridades no assunto, COM palestras, mesas redondas e oficinas. As inscrições já estão abertas na FMC em troca de 2kg de alimentos não perecíveis ou, então, dois litros de leite. Maiores informações pelo telefone da Coordenação de Extensão da Faculdade: (22) 2101-2929.

O Simpósio: “Sob um olhar interdisciplinar” conta com o apoio da Faculdade de Medicina de Campos, Universidade Estácio de Sá, Institutos Superiores de Ensino do Censa (Isecensa), Universidade Federal Fluminense (UFF), Instituto Federal Fluminense (IFF), Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), Programa Municipal DST/Aids e Hepatites Virais, entre outros.  

PROGRAMAÇÃO

8:00 – Credenciamento

8:30 – Mesa de abertura:

Mesa 1- Trajetória da infecção pelo HIV em Campos

9h – Maria Clélia Coelho – Bacharel em Serviço Social pela Universidade Federal Fluminense, Campos dos Goytacazes,
Especialização em Serviço Social Contemporâneo pela UFF – Campos, Mestre em Políticas Sociais pela UENF – Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Professora Assistente II do Departamento de Serviço Social da UFF.

9h20 – Maria de Fátima de Castro Volpi – Bacharel em Serviço Social pelo Departamento de Serviço Social de Campos, Pedagoga PELA Faculdade de Filosofia de Campos, Pós graduada em Psicanálise pela UFF, Presidente e Fundadora da ONG Associação dos Irmãos da Solidariedade – Casa de Apoio a Pessoas Positivas.

9h40 – Dr. Nélio Artiles – Mestre em Medicina pela UFRJ, Chefe do Serviço DIP do Hospital Ferreira Machado, Especialista em Infectologia pela SBI, Professor responsável pela Disciplina DIP da Faculdade de Medicina de Campos.

Mesa 2- O que é Aids? Como testar? Como prevenir a infecção pelo HIV? Como tratar?

10h às 10h20 – Infecção pelo HIV e AIDS – Dr. Rodrigo da Costa Carneiro – Médico Infectologista, professor na Faculdade de Medicina de Campos.

10h20 às 10h40 – Sorodiscordância, PEP e PREP Sexual- Dr. Rodrigo da Costa Carneiro – Médico Infectologista, professor na Faculdade de Medicina de Campos.

10h40 às 11h – Biossegurança doméstica: como cuidar de um soropositivo? – Enfermeiro Rodrigo Rodrigues de Azevedo – Bacharel em Enfermagem, Pós Graduado em Controle de Infecção Hospitalar pela UFF campus Niterói, Pós graduado em Enfermagem do Trabalho pela Universidade Gama Filho, Enfermeiro no CDIP em Campos dos Goytacazes.

11h às 11h20 – AIDS: Fluxo de atendimento no CDIP – Sr. Leonardo Marques Pessanha- Bacharel em Serviço Social, Pós graduado em serviço Social Contemporâneo, Pós Graduado em Dependência Química, Coordenador do Programa DST Aids de Campos dos Goytacazes.

11h20 às 12h – Discussãoresposta às perguntas dos participantes

12h às 13h30 –Almoço

Mesa 3 – Interdisciplinaridade: Aposta no sucesso do tratamento.

13h30 às 13h50 – Aids: um problema de saúde pública no Brasil – Enfermeira Célida Luna Mendivil – Graduada em Enfermagem pela Universidad Nacional de San Antonio Abad Del Cusco, especialista em Saúde Coletiva pela Universidade de Brasília, Mestra em Enfermagem pela UERJ, Professora TC da Universidade Estácio de Sá.

13h50 às 14h10 – De “aidético” a sujeito social: a construção de um discurso positivo sobre os afetados pela Aids. – Sra. Iris Henriette Cruz de Azevedo Moriguti – Bacharel em Serviço Social pela UFF, Pós graduada em Gestão Estratégica de Pessoas pela UCAM, Assistente Social no Setor DIP e Pronto Socorro do Hospital Ferreira Machado.

14h10 às 14h30 – O cuidado nutricional e a alimentação para portadores de HIV – Dr.ª Raylane Nunes Figueira – Bacharel em Nutrição pela Faculdade Redentor, Nutricionista Materno Infantil, Especialista em Introdução alimentar e Cuidado Nutricional na Gestação, Professora acadêmica do curso de Nutrição na Estácio de Sá.

14h30 às 14h50 – Contribuição da psicologia para adesão ao tratamento do paciente de AIDS. – Professor Paulo Arthur Buchvitz – Psicólogo pela UMESP, Mestre pela PUC-SP, Doutor pela USP, Pós-doutor pela UERJ.

14h50 às 15h15 – Discussãoresposta às perguntas dos participantes.

15h30 às 17h – OFICINA: Ética, diversidade social e a realidade do usuário soropositivo: questões para a intervenção profissional. – Dra. Isabel Cristina Chaves Lopes – Profª Adjunta IV (D.E.) da Universidade Federal Fluminense. Doutora em Serviço Social: Serviço Social, fundamentos e prática profissional, pelo Programa de Estudos Pós-graduados em Serviço Social da PUC/SP (2014). Mestre em Serviço Social, política social e trabalho pela UERJ (2002). Especialista em Serviço Social Contemporâneo pela UFF/ESR/SSC (1996). Graduada em Serviço Social pela UFF/ESR/SSC (1989). Coordenadora do Nediger (Núcleo de Estudos sobre Ética e Diversidade de Gênero, Etnia e Racismo) e do Nucems (Núcleo de Estudos sobre Cultura, Educação e Movimentos Sociais) ambos da UFF/PUCG/SSC.

17h – Enceramento.

18h15 – Apitaço na Avenida 28 de Março, em frente à Universidade Estácio de Sá — Alunos e representantes da Associação Irmãos da Solidariedade com camisa vermelha e apitos, chamando atenção para o Dia Mundial de Combate à Aids. Haverá distribuição de preservativo, panfletos e teste rápido e teste de aids, entre outros.

Fonte: Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *