Reunião aconteceu às 6h desta quarta-feira (19), no Porto do Açu.
Funcionários pedem reajuste de 10%. Patronal ofereceu 7%.

Porto do Açu (Foto: LLX/Divulgação)

Cerca de 8 mil funcionários do Porto do Açu, em São João da Barra, no Norte Fluminense, se reuniram na manhã desta quarta-feira (19), para uma terceira rodada de negociações com representantes das empresas instaladas no complexo, a fim de discutir reajuste salarial e a proposta patronal.

De acordo com o presidente do Sindicato da Construção Civil, José Eulálio, desde dezembro de 2013 a questão é discutida. O sindicato propôs um aumento de 15%. Em assembleia os funcionários acordaram o aumento de 10%. Nesta quarta-feira a proposta dos patrões passou de 6% para 7% e mais uma vez foi negada.

Na quinta-feira (20) será realizada uma nova assembleia, desta vez, no Rio de Janeiro. “A gente espera que a proposta patronal alcance os 10% e caso seja negada existe a possibilidade de paralisação do setor”, explicou José Eulálio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *