Após a suspensão do fornecimento de energia elétrica, a Prefeitura de Quissamã informou que não terá expediente nesta quarta–feira (03/08). O corte foi realizado pela concessionária Ampla na manhã desta terça-feira (02/08) sob a alegação de não pagamento de faturas por parte do Poder Executivo.

Na nota enviada à imprensa, o município esclarece ainda que “recorreu ao Poder Judiciário para fazer valer a Decisão Judicial que determinava a empresa a abster-se de suspender o fornecimento de energia elétrica e ver restabelecido o serviço. Contudo, o Judiciário concedeu prazo de 48 horas para a empresa se manifestar acerca da proposta de parcelamento dos débitos apresentada pela prefeitura. Inconformado com a decisão, o Município ingressará com os recursos judiciais pertinentes junto ao Tribunal Justiça do Estado”.

E segue “Cabe destacar que a Prefeitura de Quissamã vem buscando acordo com a referida empresa a fim de sanar as pendências existentes. Para isso, propôs nova negociação com a Ampla para parcelamento do débito, de acordo com a realidade financeira difícil pela qual passa o município, bem como outros da região que se encontram em situação semelhante, em virtude da brusca queda na arrecadação”.

Por sua vez, a assessoria da Ampla informou que “A empresa somente tomou a decisão de interromper o abastecimento de energia após tentar negociar o débito em várias ocasiões. Vale ressaltar que a distribuidora preservou o fornecimento de energia aos serviços essenciais como iluminação pública, hospitais, escolas, corpo de bombeiros e vias públicas”.

A concessionária esclareceu também que “que a decisão judicial restringiu o corte do fornecimento apenas para unidades que prestam serviços públicos essenciais. Portanto, a distribuidora ressalta que não está descumprindo a decisão da Justiça, já que efetuou o corte apenas para unidades que não prestam serviços essenciais”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *