Alerj aprova Projeto de Lei para cana de açucar .

 

O Projeto de Lei 569/2011 do governador Sérgio Cabral, que trata da eliminação gradativa da queima de cana-de-açúcar, foi aprovado por unanimidade na tarde desta quarta-feira na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj. O Projeto de Lei prevê a adoção de tecnologias que irão ajudar a reduzir gradativamente a queima da palha da cana-de-açúcar, e, consequente, a emissão de CO2 na atmosfera.

Na eminência de ver decretada a falência do setor sucroalcooleiro, os deputados deixaram de lado questões partidárias e desavenças políticas formando um bloco único para regular toda a cadeia produtiva da cana.  

— Essa é a maior vitória de Campos e a região produtora de cana do Estado do Rio de Janeiro nos últimos anos. Um trabalho árduo para derrubar as 22 emendas, mas prevaleceu o bom senso de todos os colegas de plenário — disse o deputado Roberto Henriques (PR), o primeiro a pedir a atenção dos parlamentares da Casa, pedidos reforçados ainda pelos deputados João Peixoto (PSDC), Clarissa Garotinho (PR) e Sabino (PSC).

O prazo final para erradicar as queimadas é 2020, segundo o compromisso firmado através de um cronograma presente no Protocolo Agroambiental do Setor Sucroalcooleiro Fluminense, assinado em 2010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *